Mensagem Palestra Missionária

04 de fevereiro de 2020

Título: Palestra Missionária
Data: Domingo à tarde, 30 de março de 1958
Local: Colégio Middletown
Cidade: Middletown, Ohio - E. U. A.
Duração: 82min

Acesse também nossa biblioteca de Mensagens traduzidas.

O download está disponível em PDF e ePUB. Escolha uma das opções abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caso deseje abençoar o nosso esforço de tradução no brasil, adquira a versão impressa clicando na imagem abaixo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia Agora Online a Mensagem:

PALESTRA MISSIONÁRIA

Missionary Talk

 

William Marrion Branham

Middletown, Ohio
Domingo, 30 de março de 1958

 

                [O irmão Branham está falando com alguém enquanto a congregação está cantando “Somente Crer”, mas as palavras não podem ser entendidas - Ed.]

Obrigado. Oh, quando olho para esses amiguinhos aqui de pé, mães com seus queridinhos nas mãos, pais... Fico pensando no tempo em que eu estava pregando, outra noite, quando Maria ficou na fila com sua criancinha, Cristo, em seus braços. Ela concebeu essa criança de Deus. Foi de onde você recebeu a sua também, foi de Deus. Ele está tão interessado em seu filho quanto em qualquer criança, porque faz parte da criação Dele.

2      Agora, na Bíblia, em nossa igreja, sempre tentamos seguir as regras e preceitos das Escrituras, da forma mais precisa que pudemos. Algumas pessoas aspergem as criancinhas ou batizam --- o batismo infantil. Nunca encontrei isso nas Escrituras. Não creio que seja bíblico. O único lugar que encontramos na Bíblia foi onde Jesus tomou os pequeninos e os abençoou, e disse: “Deixai vir a mim as criancinhas, e não as impeçais; porque das tais é o reino de Deus”.[1]

3      Agora, levaria bastante tempo para pegar cada uma individualmente. Mas vocês sabem, nossas mãos não significam muito, afinal; são as mãos Dele que queremos sobre elas. Pais e mães, Deus lhes deu essas preciosas joinhas que vocês têm em seus braços. E sabe, eu confio que Ele permitirá que vocês vivam para criar esses bebês. E se Jesus tardar, creio que em seus braços você está segurando pequenos cantores, evangelistas, pastores, pregadores e profetas, para os dias vindouros. Quem sabe? Só Deus. Nosso dever é dedicação.

4.     Esses bebezinhos, enquanto vocês os seguram em seus braços, quero que vocês sintam isso em seus corações, que vocês estão apresentando esses bebezinhos de volta ao Criador, Quem os deu a vocês. Deus os deu a vocês, e eles são preciosos. Agora, você os devolve a Ele. De todo o coração, agradeça ao Senhor.

5.     O irmão Sullivan aqui, um dos seus... o motivo de sua conversão (não sei se ele já lhes contou ou não) foi devido a uma criança morrendo com (o que foi?) difteria. Um pai, em Kentucky, quando nos primeiros dias do movimento pentecostal, o irmão Sullivan era juiz na cidade, e um pai tomou a atitude de confiar em Deus pela cura de seu bebê.

6      E ele era só um novo convertido, creio, um fabricante ou contrabandista de bebidas ilícitas ou algo assim, tinha acabado de se converter. E o bebê contraiu difteria, que naqueles dias era a morte. Mas o pai afirmou: "Eu vou confiar em Deus".

7      E então eles vieram à cidade para trazer o juiz aqui para assinar uma declaração para prender o pai e colocá-lo na cadeia, e levar o bebê à força para receber assistência médica. Então o juiz começou e declarou: "Ele deveria ser lançado na cadeia".

8      Então pegou a caneta para assinar a declaração... ou o mandado, e quando o fez, o Espírito Santo se moveu sobre ele e disse: "Não assine".

E ele começou a assinar novamente, e disse que achou que ia se congelar.

Algo disse: "Não assine".

E o advogado interrogou: "O que está acontecendo, juiz?"

Ele respondeu: "Creio que não quero assinar isso hoje".

9      E ele o levou ao juiz de paz, e o juiz de paz assinou. Então, alguns de seus amigos vieram à cidade, atravessaram a montanha e disseram ao pai da criança: "Eles estão vindo (a criancinha deitada sem vida); eles estão vindo e vão prendê-lo, lançá-lo na cadeia e levar o bebê ao hospital.”

10    E esse papai entrou lá e pegou seu garotinho moribundo, colocou-o nos braços, levantou-o e exclamou: “Deus, Tu me deste, tome-o. Porque sou apenas um bebê recém-nascido. Se vierem aqui, haverá um tiroteio, e não quero me envolver em nada. Tu me deste; e estou confiando em Ti, aceite-o. Agora, tome a sua vida. Tu me deste; tome-o de volta. E quando ele falou isso, o garotinho virou-se nos braços do pai e disse: “Papai, me desce; estou com fome."

11    E quando chegaram, as autoridades vieram buscar a criança... ou, buscar o pai, disseram: "Vamos levar você e levar essa criança ao hospital".

12    Disse: “Vão lá fora no quintal; todos estão jogando bola; e me digam qual deles teve a difteria. Peguem a que vocês acham que teve difteria.” O juiz se tornou um pregador.

13    Esse mesmo Deus, que pôde poupar a vida dessa criança, pode abençoar a vida de sua criança; ela está em seus braços agora. Vamos segurá-la diante de Deus e pedir a Deus que abençoe essa criança e cumpra Seu propósito na vinda dela à Terra. Enquanto inclinamos a cabeça, só um momento....

14    Agora, mães e pais, à sua maneira simples, em seu coração e à minha maneira simples, vamos dedicar essas crianças ao Senhor nosso Deus.

15    Ó Deus, nosso Pai, estas mães e pais estão aqui de pé com o pouco de amor que Tu lhes deste, estes bebezinhos, alguns deles um pouco sem cabelos e outros com cabelos longos, lindas garotinhas. São todos pequenas joias preciosas que vieram para tornar mais estreitos os vínculos do lar, pequenos indivíduos do Teu domínio, que Tu concedeste a esses pais para criar. Eles estão aqui diante do altar do Deus vivo, e eu peço a Ti, Pai Celestial, que Tua mão de misericórdia repouse sobre cada um deles. Enquanto seus pais e mães seguram esses pequeninos para Ti, que as grandes mãos que foram colocadas sobre as cabeças daqueles pequeninos que vieram a Ele nos dias passados, que essas mãos, marcadas por cravos, possam abençoar a vida de cada um deles.

16    Tu disseste na Palavra: "Diga a esta montanha, mova-se, creia que o que você diz será feito." [2]

17    E como Teu servo, Senhor, e como estas pessoas, Tuas servas, dizemos ao grande Espírito Santo: “Tome a vida destes pequeninos em Tuas mãos. Se houver alguma doença entre eles, tire-a.” E Senhor, que eles tenham uma vida tal que, se houver um amanhã, que eles sejam os homens e mulheres que levarão o Evangelho ao mundo amanhã. Conceda isso, Senhor; ouça nossa humilde oração enquanto os dedicamos a Ti. Em nome de Teu Filho, o Senhor Jesus. Amém.

Deus abençoe cada um dos seus pequeninos, dê-lhes vida longa e feliz.

18    Hoje, sendo o culto de encerramento, estou antevendo um grande clímax nos cultos de cura hoje à noite. Creio que será uma das nossas noites mais marcantes.

E agora, nesta tarde, pensei, em vez de pregar para vocês, gostaria de dar uma palestra missionária.

19    Acho que eles levantaram uma oferta, nesta tarde, para missões estrangeiras. Sou completamente convencido sobre missões estrangeiras. Creio nisso com todo o meu coração.

20    Agora, nós não nos conhecemos, senão apenas como irmão e irmã, e pensei, nesta tarde, quando estava vindo, francamente, eu ia pregar sobre o tema: “A Sede Pela Água do Riacho”. Mas algo mudou meu pensamento e pensei em falar a vocês sobre missões e o que sei - o que chamamos de coração para coração, conversarmos sobre missões estrangeiras. Antes de fazermos isso, vamos pedir a Deus que abençoe a leitura de Sua Palavra agora.

21    Senhor Deus, esta é a Tua Palavra; este é o Teu povo. Agora, abençoe-A para o propósito a que Ela é destinada. Pois Tu disseste: “Ela não voltará para mim vazia. Antes, cumprirá o propósito para o qual foi enviada.”[3] Em nome do Senhor Jesus, comprometemo-nos, com a Palavra, a Ti. Amém.

22    Uma razão pela qual a Palavra e as missões estão sempre corretas... Quero ler aqui, na Bíblia, a última comissão que Nosso Senhor deu à Sua igreja, Marcos, capítulo 16, começando no versículo 15:

 

E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.

Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.

E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;

Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.

Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu, e assentou-se à direita de Deus.

E eles, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor, e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. Amém.

 

23    Este é um dos textos missionários mais extraordinários que podem ser tomados. Sabe, em nossa Palavra, a primeira comissão que Deus... ou, que Cristo deu à Sua igreja foi: “Curai os enfermos, limpai os leprosos, expulsai os demônios, ressuscitai os mortos, de graça recebestes, de graça dai.” São Mateus, capítulo 10. [4]

24    A última comissão que Ele deu à Sua igreja: “Estes sinais seguirão aos que crerem. Ide a Jerusalém, a todo o mundo, e pregai o Evangelho a toda criatura, ao homem branco, ao negro, ao castanho, ao amarelo, ao vermelho, a toda criatura.” O Evangelho é as boas novas. “A toda criatura.” Quanto tempo durará? “Até o fim do mundo. Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho.” [5]

25    Agora, o que é o Evangelho? A palavra Evangelho significa "boas novas". As boas novas são a Bíblia, mas a Bíblia é a letra. “A letra mata, e o Espírito dá vida.” Então Paulo disse: “O Evangelho não veio somente em palavras, mas também em poder, e em manifestação do Espírito Santo.” [6]

26    Agora, observe, o único modo que o Evangelho podia ser pregado lá seria para manifestar o poder do Espírito Santo. Então, qual é a próxima citação? “E (uma conjunção) estes sinais seguirão aos que crerem.” Não que estes sinais possam segui-los, eles devem segui-los, mas devem seguir aqueles que crerem. Então, rigorosamente falando, um homem não pode se qualificar como crente até que isso tenha acontecido. (Marcos 16:17)

        27    Nenhuma igreja pode ter o direito de se chamar igreja crente até que esses sinais a siga. Foi o que Jesus disse. O que isso está fazendo? Está fazendo a Palavra se manifestar. Agora observe, algum tempo atrás houve um rapazinho que falou à sua mãe, ele disse: "Mãe, eu tenho um chamado para o ministério".

 

28    E como qualquer mãe verdadeira, ela ficou muito feliz. E ela disse: “Oh, meu filho, se você foi chamado para o ministério, desejo fazer tudo o que puder para tornar isso um sucesso.” Então ela começou a procurar nas revistas religiosas, até encontrar o maior nome nas revistas religiosas que ela poderia encontrar do melhor seminário, para onde ela poderia enviar seu filho. Esse é o coração de uma mãe. Então, quando encontrou, ela lavou roupa numa tábua para enviá-lo para a escola.

29    E assim, um dia, ela ficou muito doente com gripe. E a gripe agravou para pneumonia, e os dois pulmões ficaram congestionados. E ela enviou um telegrama ao filho pregador, a umas duas mil milhas de distância [cerca de três mil km], e disse: “Espere, se eu não estiver melhor pela manhã, o médico diz que você deve voltar para casa imediatamente, se quiser ver sua mãe viva. "

30    Lá na cidade, eles estavam tendo uma pequena reunião de oração em frente a uma lojinha, uma pequena missão. E lá, enquanto estavam pregando nessa pequena missão, alguns deles receberam uma revelação do Senhor que havia uma mulher doente. Uma senhora apareceu, bateu à porta e disse: “Senhora, enquanto estávamos na reunião de oração, o Espírito Santo nos disse que alguém estava doente nesta casa. E eu gostaria de saber se isso é verdade, se você se importaria se nosso pastor viesse orar por você.” E ela respondeu: “Nem um pouco, querida. O médico disse que não pode fazer mais nada.

31    Então foram em busca do pastor e o trouxeram. Ele ungiu a mulher com óleo e leu Tiago 5:14. E a ungiu com óleo, e então leu a Escritura da unção, voltou para Marcos 16, onde acabei de ler. E ele leu para ela: “Estes sinais seguirão aos que crerem, se impuserem as mãos sobre os enfermos, eles serão curados.” E aquele fiel pregador da pequena missão impôs as mãos sobre a mulher e ordenou que a doença deixasse seu corpo, já que Deus havia dado a comissão. E na manhã seguinte, ela estava preparando o café da manhã. [7]

32    Cerca de um ano depois, seu filho chegou em casa. Depois de cumprimentar sua adorável mãe, ele afirmou à mãe: "Tinha uma coisa em meu coração. Eu quero lhe perguntar algo. Quando a sra. me enviou esse telegrama e me disse que... 'Espere', que a sra. morreria com pneumonia se não ficasse melhor na manhã seguinte, e eu não tive notícias suas por cerca de uma semana, e recebi uma linda carta que dizia que a sra. estava bem. Diga-me, que medicamento o médico lhe deu?

33    Respondeu: "Bem, ele não me deu nenhum." Disse: "Ele ia me colocar no oxigênio e, quando voltou na manhã seguinte, o Senhor havia me curado".

"Oh", ele replicou: "mãe".

34    Disse: “Sim”, explicou: “Querido, sabe ali embaixo, na esquina do beco, onde fica aquela pequena missão, a pequena missão pentecostal?”

Respondeu: “Sim."

35    Contou: “Eles vieram aqui com uma história, e leram a Bíblia para mim, que as pessoas deveriam orar pelos enfermos e impor as mãos sobre eles, e que eles seriam curados.” E afirmou: “Sabe, aquele pastor orou por mim, e na manhã seguinte eu fui completamente curada.”

36    E ele disse: "Agora, olhe, mãe", ele afirmou: "Isso é muito bom." Ele alegou: "Mas isso não poderia curar você." Prosseguiu: "Deus não cura mais, desse jeito."

"Oh", ela replicou: "Filho, você está atrasado demais para me dizer isso. Ele já fez isso."

"Oh", ele retrucou: "Mãe", disse: "Isso foi nos dias passados."

“Oh”, ela respondeu: “Filho, o pastor leu para mim algumas Escrituras da Bíblia.”

Ele interrogou: "Mãe, ele leu Marcos 16?"

Ela respondeu: "Sim, é onde ele leu".

37    “Oh”, ele alegou: “digo-lhe, mãe, no seminário, aprendemos que Marcos 16, do versículo nove em diante, não é inspirado.”

A mãe respondeu: "Bem, aleluia".

"Oh", ele afirmou: "Mãe, a sra. começa a agir como aquele bando da missão". Concluiu: "A sra. não deve agir assim."

38    Ela interrogou: “Bem, querido, eu estava pensando em algo.” Completou: “Você quer me dizer que a Escritura de Marcos 16, do versículo nove em diante, não é inspirada?”

Respondeu: "Isso mesmo".

Ela disse: "Bem, glória a Deus."

Ele indagou: "Mãe, o que está acontecendo com a senhora?"

39    Ela respondeu: “Eu estava pensando, se Deus pôde me curar com a Escritura que não é inspirada, o que Ele poderia fazer se ela realmente fosse inspirada?”

40    Oh, deve ser glorioso. Mas tudo é inspirado. É que temos medo de colocar nossa fé ali para encarar o desafio de Deus. Isso é tudo. E nisto, esses sinais seguirão aos que crerem até o fim do mundo, não apenas aos apóstolos, mas até o fim do mundo. E enquanto houver um mundo, e um povo a quem pregar, esses sinais seguirão aos que crerem. [8]

41    Há não muito tempo, para um amigo sentado aqui, esse é amigo deste homem, e o nome dele é PerrisReedhead. Talvez ele esteja no prédio esta tarde. Ele veio à minha casa e queria me perguntar sobre isso. Se alguém o conhece, provavelmente muitos de vocês conhecem PerrisReedhead. Ele é o presidente da grande Missão do Sudão, uma das maiores missões do mundo.

42    E ele afirmou, “Sr. Branham”, ele disse: “recebi um chamado de Deus quando era apenas um rapazinho.” Declarou: “Minha velha e fiel mãe me colocou na escola” e continuou: “para fazer o melhor pregador que Deus poderia ter." E pontuou: "Quando obtive meu doutorado, pensei que iria encontrar Cristo." Disse: “Não encontrei." Continuou: "Quando obtive meu bacharelado [formação de nível superior – trad.], pensei que iria encontrar Cristo". E foi a mesma coisa. Ele declarou: "Até, pregador, eu consegui diplomas suficientes para cobrir sua parede." Ele indagou: "E onde está Cristo nisso tudo?" Eu disse... Ele perguntou: "O professor está errado?"

43    "Respondi: "Eu não quero dizer que eles estavam errados. Tudo bem quanto a esses diplomas, mas isso ainda não é Cristo. É apenas um diploma."

44    E ele me contou a história de um rapaz indiano que esteve aqui para estudar. Na volta, ele encontrou o Sr. Reedhead, quando estava saindo. Ele afirmou: "Agora, você tem sua instrução, filho. Você está voltando para sua terra natal, para a Índia, para se tornar um trabalhador.” E continuou: “Eu entendo que você é muçulmano”.

Ele respondeu: "Eu sou".

45    Ele perguntou: "Então, por que você não abandona o velho profeta morto e leva consigo um Jesus vivo, que ressuscitou dentre os mortos?"

46    E esse rapaz indiano era um pouco mais esperto que o irmão Reedhead imaginava. Contou que ele bateu o pé no chão por um momento e disse: ‘Senhor, (ouçam agora!) o que seu Jesus poderia fazer por mim que meu profeta não pode fazer?” E continuou: “Ambos escreveram livros; você chama o seu de Bíblia; nós chamamos o nosso de Alcorão. Ambos fizeram promessas, e cremos nessa promessa.” Prosseguiu: “No entanto, Maomé unicamente prometeu a vida após a morte. Eu creio. Jesus prometeu vida após a morte; você crê.” Então ele indagou: “Qual a diferença entre eles?”

47    Agora, nunca pense porque você pode argumentar com os metodistas ou batistas, sobre a religião deles, ou com os pentecostais ou nazarenos, mas você nunca chegou nesse campo estrangeiro. Eles sabem mais do que estão falando. Não...

48    Você não acha que um feiticeiro o desafiará? Apenas tente uma vez. É melhor você saber do que está falando também. Eles podem fazer tantos truques e bruxarias que farão você ficar tonto.

49    E esse homem pontuou: “Bem, espere um momento.” Afirmou: “Seu profeta está morto e na sepultura, mas nosso Jesus ressuscitou dos mortos”.

50    Ele respondeu: "Sr. Reedhead, é nisso que você crê.” Prosseguiu: “Mas nós não cremos nisso”. Ele alegou: “Cremos que seu Jesus está tão morto quanto nosso profeta”.

E ele replicou: "Mas temos a evidência de Sua ressurreição", pontuou Reedhead.

Ele interrogou: "Bem, qual é a sua evidência?"

Ele respondeu: "Ele vive!"

Questionou: "Onde Ele está?"

Ele respondeu: "No meu coração".

E o muçulmano afirmou: "E Maomé está no meu coração tanto quanto Jesus está no seu."

Ele alegou: "Mas veja, senhor", disse: "Temos felicidade e alegria por conhecê-Lo".

51    Ele argumentou: “Agora, só um momento, Sr. Reedhead. A religião muçulmana pode produzir tanta psicologia quanto o cristianismo.” O irmão Reedhead disse que “soube que não havia encontrado um homem inexperiente. Ele sabia do que estava falando.”

52    Ele afirmou: “Além disso, Sr. Reedhead, nosso Maomé nunca prometeu outra coisa senão a vida após a morte. Seu Jesus prometeu que seus mestres fariam os mesmos sinais que Ele fez, e prometeu que se Ele ressuscitasse dos mortos, estaria com vocês, vivendo com vocês, fazendo as mesmas coisas que Ele fez.” Concluiu: “Estamos esperando para ver isso acontecer. Nós acreditaremos que Ele ressuscitou dos mortos então.”

53    Eles sabem mais sobre isso do que noventa por cento dos cristãos na América. Quando você vai... É por isso que eu tirei esta tarde para isso. Quando você vai falar sobre fatos; não é pulando para cima e para baixo e correndo. Bem, eu vi os muçulmanos, na festa dos profetas, pegando uma lança e a atravessando pelo queixo até o nariz, gritando: "Alá, Alá, Alá", e puxando de volta e nem mesmo escoava... nem uma gota de sangue caía dela. Eu os vi sentados no chão, e balançando para frente e para trás, gritando: "Alá, Alá, Alá", e levantarem-se, e pegarem lascas, e passá-las sob os dedos, e puxá-las de volta, e nem mesmo franziam a testa.

54    Eu vi um na Suíça - Zurique, Suíça - ficar tão frenético, a tal ponto que pegou uma espada e a colocou aqui, e a atravessou e ela saiu nas costas. Um médico duvidou disso; ele o desafiou a vir para a plataforma; disse: "A espada era oca." Derramava água nessa ponta, ela derramou nas costas dele. Puxou-a para fora, riu e se foi. Trabalhou. Seu sangue está em tal condição... em uma psicologia...

55    Mas ele continuou: "Seu Jesus disse: 'Aquele que crê em Mim, as obras que Eu faço, também as fará." [9]

E o Sr. Reedhead pontuou: "Você provavelmente está lendo Marcos 16?"

Ele respondeu: "Esse é um lugar".

Ele argumentou: "Bem, Marcos 16 nem é todo inspirado".

56    Ele indagou: “Que tipo de livro você está lendo?” Afirmou: “Todo o Alcorão é inspirado. E isso me irrita”, disse ele, “ouvir vocês que se chamam de cristãos, dizendo: 'Esta palavra significa isto, e aquela significa isso, e...' Vocês nem sabem no que creem. Ele estava certo ou errado? Claro que estava certo. Continuou: "Vocês não... Vocês tomam parte dela; vocês a fazem se encaixar na sua própria doutrina.” Um pagão dizendo a um cristão. E ele afirmou: "Quando vocês, cristãos, chegarem a um lugar em que virmos Cristo vivendo em vocês, nós acreditaremos que Ele ressuscitou dos mortos".

57    O Sr. Reedhead disse: “eu me dei por vencido e mudei de assunto.” O que foi? Um cristão derrotado.

58    Ele disse: “Irmão Branham, estou aqui hoje para perguntar sobre isso.” Ele disse: “Vi os pentecostais chutarem os assentos no chão, quebrarem os móveis”, disse ele, “mas eles receberam alguma coisa? Reedhead era um batista como eu.

Eu respondi: “Sim, irmão Reedhead, eles receberam”.

Ele interrogou: "Eles receberam o Espírito Santo?"

Respondi: "Sim, senhor".

Ele alegou: "Bem, nós batistas também."

59    Eu afirmei: “Se você recebeu, recebeu depois que creu, não quando creu.” Eles creem que você recebe quando crê.

60    Paulo disse em Atos 19: "Recebestes vós já o Espírito Santo desde que crestes?" (Atos 19: 2) a

61    Respondi: “Eu posso aguentar um pouco de fogo selvagem e chutar móveis mais de que ficar sentado em uma velha igreja tão fria que o termômetro espiritual vá a quarenta graus abaixo de zero. Prefiro ter um pouco de fogo selvagem a não ter nenhum fogo.”

62    E nós, batistas, estamos apenas pintando fogo. Que bem faria dizer a um homem em estado de congelamento: “Está vendo essa foto tão bonita? Foi um grande fogo que ardeu dois mil anos atrás. Vá, aqueça-se com ela.”

63    Fogo pintado não aquece. O que precisamos é de uma experiência do mesmo Espírito Santo e fogo, que aqueça o coração, faça a Palavra funcionar e realize as coisas, porque esse mesmo Espírito vive hoje em todo o Seu poder e unção que já teve.

64    Aonde cometemos um erro fatal, foi em não seguirmos esta comissão: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho, ou demonstrai o poder do Espírito Santo a todas as nações e a todos os povos.” [10]  O que fizemos? Construímos escolas, organizamos as pessoas e as transformamos em: "Bem, eles não creem como nós; não se associe a eles. Não vá às igrejas deles."

65    Tivemos grandes escolas; tentamos educar as pessoas para isso. Você nunca se aproximará de Cristo pela educação. Se alguma coisa, você ficará mais longe Dele. Não estou dizendo isso... Estou em uma escola; aprecio estar aqui, e não estou tentando usar muletas para apoiar minha ignorância. Mas o maior obstáculo que o Senhor Jesus Cristo já teve na Terra não foram os grupos de contrabandistas, foram os eruditos.[11]  É duro dizer, mas esquadrinhe a história e descubra se isso não é verdade.

66    O capitão Al Ferrar, chefe do FBI, me chamou ao lugar onde ele se encontrava; ele era batista. Ele afirmou: "Irmão Branham, sou batista, mas não tenho aquilo que você estava falando". Estávamos na galeria de fotos. Ele continuou: “Eu apreciei sua palestra. Faço semelhante... os mesmos comentários.”

67    Ele me levou ao seu escritório para mostrar onde está todo delinquente juvenil nos Estados Unidos. Onde os encontramos, os maiores delinquentes? De onde vêm os criminosos? Não das pessoas pobres, mas das pessoas inteligentes e instruídas. Eles acham que sabem mais que Deus. Quando você chega a esse lugar, você está perdido! Deus não vem da escolaridade; Deus vem de aceitar um princípio: esse é Seu Filho, Jesus Cristo, e nascer de novo.

68    O Espírito eterno de vida vem ao homem, não por educá-lo, mas por ele aceitar o Senhor Jesus como seu Salvador pessoal. Mas nós fomos e tratamos de educar as pessoas para isso. Tratamos de sacudi-los no altar, nós, movimento da santidade e pentecostais. Tratamos de batizá-los de diferentes modos, por aspersão, derramamento, para cima e para baixo, e Pai, Filho e Espírito Santo, o nome de Jesus, todas essas outras coisas. Mas Ele não vem dessa maneira; é uma experiência pessoal para um indivíduo testemunhar o poder da ressurreição do Filho de Deus, Jesus Cristo, em seu coração. Corretíssimo. É onde falhamos.

69    Esse indiano disse a Morris Reedhead... ou melhor, a PerrisReedhead, ele afirmou: “Senhor, vocês tiveram dois mil anos para provar que Jesus ressuscitou dos mortos”. E continuou: “Dois terços do mundo nunca ouviram o nome Dele. "

70    E aqui disputamos: "Bem, somos presbiterianos. Somos batistas. Somos pentecostais. Somos nazarenos.” Nós aqui disputando, e aqueles menininhos negros na África morrendo de vontade de ouvir a história, uma vez --- qualquer espécie. Oh, é de cortar o coração!

71    Um homem nunca pode ir aos campos missionários e retornar, e ser o mesmo homem. Quando fui lá, pensei: “Bem, simplesmente vou por aqui, ver alguns animais... mas quando vi as almas dos homens... Garotinhos negros tão sujos, nunca tomaram banho na vida, pegarem um pedaço de carne velha, cheio de larvas, mas comiam da mesma maneira. E deitados ali, nus.

72    Quero dizer isso com respeito por vocês, mulheres e homens. Mas quando aqueles pagãos chegaram à reunião às dezenas de milhares vezes milhares, tão nus quanto chegaram a este mundo, com nada além de um pequeno remendo pendurado na frente, com cerca de 6 a 8 polegadas quadradas [quarenta a cinquenta centímetros quadrados]. Ali aquelas mulheres ignorantes, não sabiam o que era direita e esquerda, e com lama em seus cabelos e ossos em suas orelhas, e quando viram o poder da ressurreição de Jesus, quando aquelas mulheres se afastaram dali, mulheres novas e velhas, ninguém lhes disse para vestir roupas. Elas cruzaram os braços assim para sair da presença dos homens. E como nós, americanos formais e de dura cerviz, nos chamamos cristãos, e todos os anos tiramos ainda mais as roupas. Quando um pagão recebe a Cristo, ele veste roupas e coloca roupas. O que aconteceu?

73    Moças de pé ali, exatamente na flor da vida, nuas; elas não sabiam disso. Isso não era mais vergonhoso para elas do que olhar para suas mãos. Moças de dezesseis, dezoito, vinte anos, mães com seus bebês, amamentando... E a menos de vinte pés [6 metros] de onde eu estava sentado, uma mãe deu à luz um bebê enquanto eu falava. Outra senhora a ajudou; ela simplesmente pegou o bebê e começou a cuidar dele, continuou me ouvindo pregar. E aquelas moças de pé ali, totalmente formadas e desenvolvidas, e quando o Espírito Santo veio, assim que as atingiu, elas se cobriram com os braços. O Espírito Santo traz a conscientização da nudez.

74    E então, vocês se chamam até de pentecostais, e vocês, mulheres, vocês deveriam saber que é errado se despir nesses trajes de banho e usar esses shortinhos aqui fora no quintal; vocês deveriam se envergonhar. Isso é absolutamente correto.

75    A civilização está girando para trás. E irmão e irmã, não digo isso para ser bruto... ou melhor, rude; digo isso porque é a verdade do Evangelho. Pessoas lá estão desejosas, e então nós colocamos nossos esforços aqui nos Estados Unidos. Na plataforma, naquela tarde em Durban, onde retornarei em alguns dias por uma visão. E quando as pessoas... não há como distribuir cartões de oração.

76    Billy perdeu o casaco, os sapatos e tudo, tentando distribuir cartões de oração, ele e alguns homens. Eu disse: “Peguem os missionários e tirem uns quatro ou cinco de cada tribo. Havia quinze idiomas diferentes. Agora, você pode imaginar, tentar pregar. Quando eu dizia: "Jesus Cristo, o Filho de Deus", este dizia "cluck" e aquele se engasgava [O irmão Branham imita sons de outro idioma], que significava “Jesus Cristo, o Filho de Deus.” Outro fazia algum tipo de som de apito como um pássaro, que significava “Jesus Cristo, o Filho de Deus.” O próximo intérprete talvez fizesse algum tipo de gorjeio com a garganta ou a língua.

77    Sabe, eu ouvi pessoas falando em línguas em reuniões pentecostais, o que eu quero que você saiba, eu creio nisso. Mas as pessoas têm usado mal esse dom (exatamente); não foi colocado em seu devido lugar. Creio que todo dom que Deus dá é para a igreja, mas não podemos nos desordenar apenas com um. Tem mais. E eu pensava que um parecia tão diferente do outro, como tudo poderia ser o mesmo? Mas a Bíblia diz: "Não há som que não tenha alguma significação." Eu cri quando ouvi isso. Todos os diversos tipos de conversas, e cada uma delas tinha um significado. Todo som tem um significado.[12]

78    Naquele dia, na plataforma, muitos médicos estavam presentes. Cento e cinquenta, duzentas mil pessoas se reuniram em uma pista de corrida. E a primeira que veio foi uma mulher maometana, e eu lhe perguntei: "Por que você veio a mim, se você é maometana?" Ela tinha mancha vermelha como puro sangue e...

Eu interroguei: "Por que você veio a mim?"

Ela respondeu: "Eu creio que o sr. poderia me ajudar."

Eu indaguei: "Por que você não foi ao seu sacerdote?"

Ela respondeu: "Eu creio que o sr. poderia me ajudar."

"Oh", eu afirmei: "eu não te conheço, mas se o Senhor Deus, que ressuscitou Seu Filho dentre os mortos...”

79    Ela afirmou: “Eu creio no Senhor Deus.” Certamente que sim; eles são ismaelitas, vocês sabem. Ela afirmou: “Eu creio no Senhor Deus Jeová.” Mas ela argumentou: “Somos ensinados que Maomé é Seu profeta”.

80    Eu disse: "Jesus é Seu Filho, e Maomé está na sepultura, mas Jesus ressuscitou da sepultura e prometeu que as mesmas obras que Ele fez, que nós também faríamos".[13] Ela declarou: “Se isso acontecer (falando através do intérprete), então eu aceitarei Jesus como meu Salvador.”

81    O que é isso? É disso que nosso Senhor estava falando aqui. Vá a todo o mundo e demonstre a ressurreição, o poder do Espírito Santo. Ela declarou: "Eu crerei."

82    Disse: “Senhora, seu marido é de baixa estatura. Ele usa um bigode preto. Ela [você] esteve em um consultório médico, um médico maometano, na semana passada, disse que você tinha um cisto no útero. Ela falou de forma rápida e o intérprete traduziu: "Toda essa palavra é verdade".

83    Milhares de maometanos se levantaram para olhar e, em alguns instantes, ela disse: “Então eu vou aceitar Jesus como meu Salvador e curador.”

84    Quando conversei com missionários, que estavam entre suas tribos há trinta anos, e falei sobre uma alma preciosa, que eles tinham convertido um muçulmano ao cristianismo. Irmão, você nunca fará isso entregando panfletos. Você terá que seguir as instruções de Deus.

85    Aqui está um garoto africano, assentado bem aqui, me olhando de frente. O que chamamos de missionários é uma visão fraca. Você vai lá esperando ter uma rota trilhada por muitos em algum lugar, o que você encontra? Morando nos melhores hotéis, e um Cadillac com ar condicionado, saindo para um local com aglomeração de pessoas para entregar alguns folhetos. O que precisamos é de alguns missionários cheios do Espírito Santo enviados não por alguma igreja ou denominação, mas do céu por um poder do Senhor Jesus Cristo. Corretíssimo.

86    A próxima a vir à plataforma era uma jovem branca. Ela sabia falar inglês; ela era africana. E foi-lhe dito: "Senhora", foi dito qual era sua doença, mas foi dito: "Prepare-se para a morte; você só vai viver mais um pouquinho. "

Ela interrogou: "O sr. quer dizer que aquele pequeno tumor em meu peito vai me matar?"

Respondi: "Não posso dizer. Vi seu funeral agora e, assim diz o Senhor, a morte está próxima.

87    Ela saiu da plataforma, voltou, e estava conversando com o marido, e caiu morta, ali mesmo onde estava sentada. Se eu fosse um curador, eu a teria curado, mas há somente um curador, que é Deus.

88    O próximo a vir, era uma cena dolorosa: um garotinho negro. Ele pertencia aos zulus. E eu quero lhes contar uma coisa, criancinhas, vocês, garotinhas, sabem como eles obtêm água? Olham por ali para ver quantos crocodilos estão olhando para eles e depois descem. Enquanto eu estava lá, um crocodilo pegou uma garotinha, apenas um pouco de água ensanguentada, ela desceu, e isso foi tudo. Um rapazinho estava pegando um pouco de água para beber e um crocodilo o agarrou pelo pé, e ele saiu correndo... ele voltou correndo e pegou um pedaço de pau para bater no crocodilo, e correu para a margem; o crocodilo voltou e pegou o rapazinho e o levou de volta para a água, com apenas uma perna arrancada dele. Levou-o de volta e o enterrou, até que ele ficou mole, na margem em algum lugar, e depois o comeu.

89    Dê um pequeno sorvete; ele largou-o rapidamente e disse: “Isso me queimou.” Esse garotinho negro tem tanto direito de comer, usar roupas quanto meu filho ou o seu. Nós descartamos em nossas latas de lixo o suficiente para alimentá-los.

90    Não é de se admirar que o comunismo esteja tomando o país. É assim que os tratamos. Isso é absolutamente certo. Não é metade para a Índia.

91    E o garotinho tinha os olhos horrivelmente vesgos. Esse foi o quarto caso. Ele era terrivelmente vesgo. E eu disse: “Agora, eu não poderia curar o menino. Mas será de acordo com sua própria fé em Deus, que o curará. Mas sua pequena vida não pôde ficar encoberta.

92    Nesse momento, o Espírito Santo veio. Eu disse: “Este garoto veio de um lar cristão, porque em sua pequena cabana com telhado de palha, vejo a foto de meu Senhor pendurada na parede.” Eu disse: “Sua mãe é uma mulher magra.” Os zulus são pessoas grandes e fortes. E eu disse: "O pai dele é jovem, mas forte, mas eles são cristãos". E lá atrás, a cerca de um quarteirão, a mãe e o pai se levantaram assim que o intérprete do Zulu falou para eles. Era verdade.

93    "Eu afirmei: "Mas agora, para curá-lo, eu não poderia curá-lo." Observe, assim que eu olhei, seus olhinhos estavam tão perfeitos quanto os meus ou os seus. Olhei novamente e disse: "Qualquer um pode ver que o menino foi curado onde ele está sentado". Passei por ele da plataforma.

94    Ouvi uma grande confusão lá atrás; havia um médico britânico lá. E o irmão Bosworth e os demais estavam tentando tirá-lo da plataforma, disseram: “Você não pode ir lá agora; o irmão está sob a unção. "

Ele afirmou: "Mas eu quero falar com ele".

Eu me virei e disse: "Doutor, qual é o problema?" O irmão Bosworth o soltou... O irmão Baxter.

95   Ao subir à plataforma, ele disse: “Quero lhe perguntar uma coisa, Sr. Branham.” Ele afirmou: “Eu creio em Deus. Eu creio que Deus está nesses lírios.” (E irmãs, vocês falam sobre lírios; vocês deveriam vê-los. Alguns deles têm dezoito polegadas de diâmetro [quarenta e cinco centímetros], grandes lírios, amarelos e brancos. A plataforma estava toda decorada com esses grandes lírios.) Ele declarou: “Existe um Deus de vida nesses lírios, ou eles não poderiam viver.” E interrogou: “Mas Sr. Branham, o que você fez com essa criança?”

Respondi: “Eu não fiz nada. Você estava mais perto dele do que eu. Ele não estava a dez pés [três metros] de mim ainda.

Ele interrogou: "Você hipnotizou o garoto?"

96    Respondi: “O médico e a Sociedade Médica Britânica lhe dão licença para praticar medicina, e tudo que você sabe sobre hipnotismo é isso? Se o hipnotismo endireitar os olhos desse garoto, é melhor praticar o hipnotismo."

Ele indagou: “O que fez isso?” O irmão Baxter o pegou pelo ombro.

Eu intervim: "Só um minuto."

97    Ele interrogou: “Sr. Branham, eu creio que existe um Deus, mas Ele é tangível o suficiente para fazer com que os olhos dos garotinhos se abram? Eu O colocaria na plataforma. "

"Por quê", eu pontuei: "Ele está em sua mão agora".

98    Ele afirmou: “Ele estava horrivelmente vesgo ali, e obteve sua visão. Algo aconteceu dali até aqui.” Ele perguntou: “O que foi?”

99    Eu respondi: “Entre mim e ele estava o Espírito Santo, e o Espírito Santo endireitou os olhos dele.” Ele coçou a cabeça. Eu declarei: “Agora, se você quer acreditar em mim, tudo bem. Se não, é com você. Continuei.

100  Ele afirmou: “Só um minuto, Sr. Branham.” Havia um grande microfone ligado a ele lá nas pistas de corrida. Ele caminhou até lá e declarou: “Então eu aceito Jesus como meu Salvador pessoal”.

101  E quando o encontrei em Joanesburgo, cerca de seis semanas depois, no hipódromo em que trinta mil pessoas vieram para se despedir de mim, aquele jovem médico me abraçou e disse: “Irmão Branham, Deus me deu um chamado para os campos missionários.” E começou a falar em outras línguas, enquanto estava com os braços em volta de mim -- um médico britânico (sem dúvida), falando em línguas. Ele não sabia que ia fazer isso. Ele apenas me abraçou.

E ele indagou: “Meu Deus, o que aconteceu comigo?”

Eu respondi: "Agora, Deus te qualificou para ir. Vá em frente.

102  Naquela tarde, aqui vem um menino. Billy Paul, meu filho, e os outros ajudaram a conduzi-lo até à plataforma com uma corrente no pescoço, fora de seu juízo normal.

103  Eu disse: “Olhe para essa pobre criatura. Certamente, se eu pudesse ajudá-lo, eu o faria. Eu não posso. Mas a vida dele não pode ficar encoberta, porque o Anjo do Senhor está aqui.

104  E quando ele começou a falar sobre a sua condição, eu disse: “Agora, aqui, uma coisa está em sua mente: ele está preocupado com um irmão. Ele tem um irmão que foi ferido por uma cabra parda ou um cachorro. Ele estava montado nela; isso aleijou suas pernas; ele tem duas muletas sob os braços; ele anda de muletas.” Eu declarei: “Assim diz o Senhor, vejo seu irmão curado.” E ouvi um grito lá, a um quarteirão ou mais, e aqui veio seu irmão com as muletas na cabeça, gritando o mais alto que podia. Deus o curou a um quarteirão de distância. Este é o Evangelho do qual Jesus estava falando.

105  E eu olhei e vi o homem. Eu observei novamente; ia orar por ele, passar para frente. Notei algo como uma sombra azul acima dele. Continuei observando, depois de um momento o vi parado ali, com a cabeça para trás, em pé (é uma doença que acomete a espinha dele. Tommy, você sabe como eles chamam isso? Faz com que eles andem com as mãos e os pés.) E eu não sabia se isso o aleijava e, oh, era terrível, parado ali quase nu. Mas eu vi logo acima dele que ele foi curado.

Livro-Mensagem-PALESTRA-MISSIONARIA-BRAN
Livro-Mensagem-PALESTRA-MISSIONARIA-BRAN
epub-icon-8.jpg
Livro-Mensagem-PALESTRA-MISSIONARIA-BRAN
a-MENSAGEM-LIVRO-Impresso.png

106  Eu disse: “Senhor Deus, esta é a hora.” Parei um minuto. Interroguei: “Quantos de vocês aqui, que servirão ao Senhor Deus se Ele der a esse homem sua condição normal?” Até onde se podia ver, as mãos estavam levantadas, pretas, brancas, amarelas, morenas. E quando oramos pelo rapaz, ele não conseguiu me entender, pensou que eu queria que ele fizesse uma dança como ele faz para os missionários quando eles entram, vocês sabem, fazendo palhaçada, dançando. Todos eles querem fazer um pouco de dança de guerra[14]. E ele foi pego pela corrente e levantado, e o Deus do céu o restaurou à sua condição normal. Ele ficou ali, e as lágrimas escorrendo por suas bochechas e atingindo sua barriga negra. Não somente foi curado, mas estava em seu juízo normal. E trinta mil pagãos quebraram seus ídolos no chão e aceitaram Jesus Cristo como Salvador pessoal de uma só vez.

107  Vinte ou trinta anos por uma alma. É chegada a hora em que Deus está enviando Seus homens para os campos. A hora é chegada quando Cristo é revelado.

108  Eu estava em meu caminho... Apenas mais uma pequena história aqui. Está no meu coração contar para vocês. Eu estava em um trem, uma noite, indo a Houston, Texas (ou melhor, Miami, Flórida). E lá eu vi um garotinho, um garotinho morto, onde havia muitas árvores próximas, e rochas, e ele tinha um corte de cabelo estranho, grandes olhos castanhos virados. Os pés dele estavam fora das meias. O automóvel estava tombado, destruído, ao lado da rodovia, e ele estava morto. Seu pequeno corpo era apenas uma grande massa de ossos quebrados. Pensei: "Quem é esse?" E a visão me deixou. Eu segui. Pode haver pessoas sentadas aqui. Expliquei isso e contei para as pessoas: “Prepare-se, escreva em seu livro. Escreva na folha em branco da sua Bíblia e veja se isso acontece. Em algum lugar, uma criança, com cerca de oito anos de idade, tem cabelos castanhos escuros, olhos castanhos, corte de cabelo estranho, usando calças curtas. "Eu disse: "Ele vai ser morto." E eu acho que foi anotado numas trinta ou quarenta mil Bíblias. Você pode ter lido o artigo em "A Voz da Cura".

109  Quantos sabiam do caso antes mesmo que eu dissesse algo sobre isso, levantem a mão? Foi predito antes que acontecesse, não depois, mas antes que acontecesse. E lá, nesse caso, houve um garotinho que se afogou; eles me trouxeram, o pai não deixou o agente funerário levá-lo. Eu saí e disse: "Essa não é a criança; essa é uma criança bem vestida, com cabelos negros como carvão; esse não é ele.

110  Dois anos depois, na Suécia, Noruega, Finlândia, eu estava descendo de Kuopio[15] (isso acontece na terra do sol da meia-noite). Estávamos tendo uma reunião. Aqueles garotinhos lá em cima, não passavam de crianças, logo após a guerra, nunca tinham se barbeado. Alguns desses garotos não tinham mais de que quinze anos, usavam longos e velhos casacos e botas, as mulheres todas no centro da cidade, mulheres jovens todas juntas e homens idosos. Os russos os mataram todos na guerra.

111   Lançando feno nos campos, não usando shorts, longas saias grossas, grandes botas. Algumas das melhores pessoas que você poderia encontrar, esses finlandeses, são realmente leais. E enquanto eu estava lá, o irmão Lindsay, todos os cerca de trinta ministros estavam lá, eu disse: “Algo está para acontecer. Eu posso sentir isso.

Perguntou: “O que é isso, irmão Branham?”

Respondi: "Não sei". Eles começaram a tirar fotos então.

Ele interrogou: "É o anjo do Senhor aqui, podemos tirar uma foto?"

Respondi: "Não sei. Mas algo está para acontecer, pegue meu relatório.

112  Descemos a colina; percebemos algo. Agora, a gasolina é vendida por cerca de dois dólares o galão. Nas reuniões, onde havia quarenta, cinquenta mil pessoas, havia provavelmente três ou quatro carros. Todos pegaram caribus em trenós, caminharam, de qualquer forma que pudessem chegar lá. Mas ali estava um Ford modelo 30 mais ou menos do ano 1925, ou talvez um modelo um pouco mais novo do que o Ford americano, despedaçado.

113  Cerca de quinhentas pessoas paradas e dois garotinhos tinham vindo da escola segurando a mão um do outro. E esse carro, a aproximadamente 60 milhas por hora [cerca de 100 quilômetros], rodou na curva, e os garotinhos não sabiam para onde ir. Um começou a ir para um lado, e o outro, para o outro lado, e o motorista tentando se esquivar deles acertou um dos meninos sob o queixo com o para-choque... ou melhor, o para-choque e jogou-o a umas trinta jardas [cerca de vinte e sete metros] e esmagou-o contra uma árvore. O outro menino rolou sobre ele assim, e as rodas lançaram seu pequeno corpo a uns vinte pés [seis metros] na estrada em uma grama baixa. O carro desceu pela colina e se despedaçou. O irmão Lindsay e os demais saíram; eles olharam para a cena, voltaram chorando. A irmã Isaacson saiu, minha intérprete. Ela voltou chorando e disse: “Irmão Branham, o senhor deveria ir dar uma olhada.”

114  Respondi: “Oh, não, não posso.” Eu disse: “Você lembra que minha esposa morreu quando eu era apenas um jovem pregador, com cerca de 24 anos? Eu a sepultei juntamente com meu bebê. Só nos restou um garotinho, e esse era Billy. Eu andava com sua mamadeira no bolso à noite. Não tínhamos dinheiro suficiente para obter fogo para manter a mamadeira quente, eu a coloquei sob a minha cabeça. Esta é a razão pela qual ele está comigo hoje: Eu fui papai e mamãe para ele. Foi o que prometi a ela quando ela estava morrendo. E mantive seu corpinho aquecido e a mamadeira junto ao meu próprio corpo.” E naquela época, ele tinha cerca de dez anos, e eu disse: “Eu tenho meu garotinho na América. Eu simplesmente não posso olhar para ele. Não vejo Billy agora há cerca de três meses; eu simplesmente não consigo olhar para ele."

E algo dizia: "Vá olhar".

115  Fui até lá e coloquei seu casaquinho sobre o seu rosto, e eles o puxaram para baixo. Oh, que coisa, eu me virei e comecei a me afastar. Não sei se você vai acreditar nisso ou não. Isso é entre você e Deus. Algo colocou a mão no meu ombro; pensei que era o irmão Moore.

116  Eu disse: “O quê? E não havia ninguém ao meu redor, e a mão ainda estava no meu ombro.” Pensei: “O que é isso?” E a mão de alguém apoiada no meu ombro, e me virei para a criança. Por acaso, observei aquele pezinho, as pernas todas quebradas, o pezinho saindo para fora de sua grande e velha meia preta listrada. Isso me pareceu familiar.

117  Eu disse à autoridade ali, que era o prefeito da cidade: “Poderia...” Eles estavam esperando os pais aparecerem. Pensei: “Oh, que coisa, o que vão pensar aquele papai e aquela mamãe quando chegarem e virem esse bebê deitado aqui esmagado?” O outro menino estava vivo, então o levaram para o hospital em um carro.

118  Então, esse garotinho estava morto há cerca de trinta minutos. Eles estavam esperando os pais dele antes que o agente funerário o transferisse.

119  Perguntei: “Eu poderia dar uma olhada naquele garoto de novo?” Eles ergueram seu casaquinho e eu olhei; aqueles olhinhos castanhos virados, aquele tipo de cabelo castanho escuro, calças curtas, os pés fora das meias. Olhei ao redor, ali se via uma colina, descendo na direção da Montanha Kuopio, sempre-vivas[16], cobrindo as rochas, olhei de novo e pensei: "Este é ele."

120 Oh irmão, posso não vê-los novamente até estarmos em glória, mas gostaria de ter forças esta tarde para explicar o que é esse sentimento. Todo os demônios do inferno não poderia detê-lo. Não é, se você acredita, ou isso, aquilo ou aquilo, isso já está feito. Deus assim o disse.

Eu olhei e pensei: “Este é ele.” Conclamei: “Irmão Moore, irmão Lindsay, venham rapidamente.” Eu disse: “Retire rapidamente a folha da sua Bíblia.”

"O que está acontecendo, irmão Branham?"

Respondi: "Leia a folha em branco".

122  “Assim diz o Senhor, acontecerá que um garotinho de oito a dez anos de idade, sua descrição, estará deitado em um lugar onde pedras estão cobertas de ciprestes e sempre-vivas."

Interrogaram: "O que é isso, irmão Branham?"

Eu afirmei: “Olhe para a criança. Olhe lá para as rochas.

Ele indagou: "É ele?"

Respondi: "É ele."

Oh, que coisa. Oh, Deus, coloque a igreja nesse estado! Deixe-me ficar nesse lugar!

123  Eu disse: “fala bem rápido, irmã Isaac, interpreta para mim.” Declarei: “Se o Senhor Deus naquela terra da América, há dois anos, aqui está escrito na folha em branco da Bíblia desses irmãos, se esse garoto não estiver de pé, vivo, em cinco minutos, eu deixarei a Finlândia com uma placa nas costas: 'Falso Profeta'.”

124  Oh, é uma coisa maravilhosa quando você sabe o que Deus vai fazer. Pedi que eles se ajuntassem. Ajoelhei-me e clamei: "Senhor Deus..." Se você quiser obter os detalhes com o prefeito, eu lhe darei o endereço dele. Eu clamei: “Senhor Deus, em minha terra natal, Tu falaste desta visão. E eu sei que em Tua grande vontade predestinada, já está concluído. Então, morte, devolva a vida deste garoto.” E Deus, que é meu solene juiz, diante desta Bíblia, nesta tarde, o garotinho saltou e ficou em pé tão normal quanto era uma hora antes de ser atingido.”

125  Naquela noite na reunião, você não conseguia nem... Eles tinham a força militar ali fora, e eu quero lhe dizer uma coisa. Lembre-se, ficava a apenas três milhas [pouco menos de cinco quilômetros] da cortina de ferro e, quando aquilo [a notícia – trad.] atravessou a Rússia naquela tarde, pelo rádio, quando eu cheguei naquela noite, ali estavam aqueles soldados comunistas por quarteirões, ali com aquela saudação russa, lágrimas escorrendo pelos seus rostos; eles disseram: "Nós receberemos um Deus assim, que tem poder".

126  Qual é o problema? Vocês, protestantes e católicos, vão até lá e pegam todo o dinheiro deles, e o colocam em enormes construções, e fracassam em produzir algo mais do que o resto do mundo produziu. “Esses sinais seguirão aos que crerem.” Não é de admirar que a igreja fria e formal fale contra isso. Como eu disse ontem à noite, “e para sinal que é contraditadocontraditado". [17]

127  Naquela noite na reunião, nunca esquecerei. Se eu puder ter uns dez minutos a mais. Estávamos trazendo as pessoas na fila; havia uma grande pilha... Você vê em meu livro, uma pilha de muletas e bengalas, que não se conseguiria empilhar nesta plataforma, que as pessoas haviam jogado fora. Tiveram que tirar alguns milhares para que outros pudessem entrar. E quando entrei no prédio, naquela noite, eu estava andando bem devagar, e dois pequenos soldados na frente e dois atrás, com suas espadas, segurando assim, para manter as pessoas afastadas de você.

128  Enquanto eu entrava no prédio... O dormitório das meninas... Tem uma coisinha... a porta se fechou e eu olhei, e aqui estava uma garotinha dócil, mais ou menos da idade da minha pequena Rebeca agora, cerca de dez, doze anos, uma perna (você vê a foto no meu livro) bem mais curta que a outra, e ela tinha uma grande cinta em sua volta. Ela tinha uma correia na ponta do sapato que o ultrapassava, atravessava e alcançava essa grande cinta aqui atrás, e o sapato foi feito com uma cinta de cada lado. Ela não conseguia mover a perninha, então tinha que ser uma cinta completa, para que ela não caísse assim. E toda vez que ela se movia, ela tinha que pegar seu pequeno ombro, levantar o pé e empurrá-lo, e depois dar um passo. E sua pequena anágua, seus vestidinhos estavam esfarrapados; seu cabelinho estava todo cortado, com um rostinho pálido de bebê. E quando ela olhou para mim, eles foram instruídos a não me parar na rua. Eu amo criancinhas.

129  Eu esperava até o irmão Baxter e os demais, todos terem o culto da tarde, eu pegava o dinheiro, ia ali fora e comprava balinha, e tinha uma fila de crianças a dois quarteirões de distância me seguindo, jogando balas para elas.

130  E aqui estava ela, e ela pensou que havia feito algo errado. Ela abaixou a cabecinha. Ela tinha duas muletas, pegava essas muletas e as arrumava, e assim seus pequenos ombros, levantava a perna e a empurrava, e era assim que ela caminhava. E eu a vi; ela pensou que tinha agido errado, então abaixou a cabecinha, como se não notasse que eu estava passando. Algo no interior começou a mover.

131  Eu olhei para ela, e o soldado atrás de mim... eu não conseguia falar uma palavra no idioma finlandês. Então ele fez sinal para seguir adiante. "Só um minuto."

132  E a criança olhou para cima; fiz um gesto para ela assim. Eu sabia que ela queria ir até lá. ‘Claro que ela era aleijada; ela estava na reunião para isso. Fiz um gesto para ela; ela olhou para mim. Eu acenei com a cabeça: "Sim".

 

133  E ela colocou suas muletas; levantou a perninha; deu um passo e olhou de novo, coisa de criança. Eu apenas esperei, não disse nada até que ela se aproximou de mim. Ela olhou para mim e aqueles pequenos e pálidos olhos azuis de bebê. Descobri depois que ela era uma pequena órfã finlandesa da guerra; não tinha mãe nem pai, ninguém. Ela estava morando em uma tenda com algumas pessoas. Seus pais foram mortos pelos russos. Essa velha cinta de aparência rudimentar que eles fizeram para ela. Fiquei de pé e pensei: "O que essa criança fará?" Eu não conseguia conversar com ela.

134  Ela se abaixou e pegou meu paletó. Beijou o bolso do meu paletó. Colocou sua sainha assim e disse: kiitos, que quer dizer "obrigado".

135  Oh, Deus, bem na minha frente, eu vi a garotinha sem aquelas cintas, andando. Pensei: "Ah, se eu pudesse fazê-la saber disso".

Eu disse: "Querida."

Ela continuou dizendo: "Kiitos", as lágrimas escorrendo por suas pequenas bochechas pálidas. "Kiitos, kiitos."

Eu disse: “Querida.” Oh, Deus”, eu declarei: “O Senhor Deus... Oh, Deus, deixe-me falar algo. Você está curada."

136  E naquele momento, eles chegaram, um grupo de soldados: "Vamos, eles cantaram 'Somente Crer'” e eu tive que ir, com eles me empurrando.

137  E no encerramento do culto naquela noite, meu irmão veio até mim e disse: "Chega, chega. Você tem outro culto amanhã à noite.

Eu indaguei: "Oh, olha, quantos cartões você distribuiu?"

Responderam: “Oh, eles distribuíram um monte de cartões; você pode usá-los amanhã à noite. Ninguém conseguia entender o inglês.

138  Eu disse: “Chame mais alguns.” E continuei: “Distribua para mim cartão de oração tal e tal até tal número.” E pela grande providência de Deus, ela foi a próxima na fila. Aqui vem ela. Eu pedi: “Irmã Isaacson, fale apenas o que eu digo.” (a intérprete).

139  Eu disse: "Querida, você é a garotinha que me encontrou lá fora no corredor. Jesus Cristo te curou. Vá até lá, sente-se e deixe que alguns dos guardas tirem essa cinta de você.

140 Enquanto eu chamava outra pessoa, aqui veio ela pela plataforma, as duas pernas iguais, as cintas sobre a cabeça, gritando para a glória de Deus. Milhares de finlandeses caíram com o rosto no chão e entregaram suas vidas ao Senhor Jesus, membros formais e frios de igreja se tornaram cristãos nascidos de novo.

141  O que é isso? “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho. Estes sinais seguirão os que crerem.” Se Deus está interessado numa pequena finlandesa, está interessado num americano. Ele está interessado em um menino negro, amarelo, moreno. Ele tem que permanecer Deus. Por que não podemos tirar a goma do nosso colarinho? [formalismo – trad.] Por que não podemos deixar de lado a teologia que nos foi ensinada de que os dias dos milagres já passaram e seguir o que Cristo disse?

142  Ele disse: “Que a palavra de todo homem seja mentira, e a Minha seja a verdade. Sobre esta pedra edificarei a Minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” Assim são suas...[18]

143  Eu digo: “Em Cristo, a rocha sólida eu me firmarei; todos os outros terrenos são areia movediça.” Se eu morrer no campo, quero ir com o escudo na mão. Completarei quarenta e nove anos na próxima semana; não sou mais uma criança. Estou ficando velho. Esses ombros que costumavam ficar na chuva, os músculos que costumavam ser rígidos estão ficando velhos e flácidos. Há um grande lugar diante de mim chamado morte; eu sei disso. Toda vez que meu coração bate, estou uma batida mais perto daquele lugar. Algum dia, será a última batida, e terei que entrar naquele lugar escuro chamado morte. Aqui está uma coisa que quero fazer: não quero entrar como um covarde. Quando souber que minha última hora chegou, quero me envolver nas vestes de Sua justiça, entrando com isso: uma certeza em meu coração de que O conheço no poder de Sua ressurreição, que quando Ele me chamar dos mortos, eu sairei dentre os que estão mortos naquele grande dia. [19]

144  Meu amigo, essa esperança repousa em você nesta tarde? Não importa a qual igreja você pertença, quantas orações você tenha recitado, quantas velas você tenha queimado, quantas ave-Marias você tenha rezado, tudo é em vão, a menos que você O conheça no poder de Sua ressurreição. Ele vive! Ele vive! Cristo Jesus vive hoje, o mesmo ontem, hoje e eternamente.[20]  Vamos inclinar as cabeças.

145 Grande e poderoso Jeová, Tu dás testemunho dessas coisas de que testifiquei. Tu sabes que elas são a verdade, porque Tu as fizeste. E Senhor Deus, que ressuscitou Jesus dentre os mortos, Tu podes despertar todo descrente aqui, agora, a uma verdadeira fé viva Nele. Muitas pessoas estão sentadas aqui, Senhor, que são apenas membros nominais de igreja; eles pertencem a todos os tipos de denominações, aos pentecostais, e aos nazarenos, aos metodistas e a todas as várias denominações. E, ó Deus, eles não cruzaram essa linha ainda. Alguns nunca Te aceitaram de forma alguma; e que o Espírito Santo possa dar testemunho de que eu não digo essas palavras para fazer com que as pessoas pensem alguma coisa a meu respeito, porque Tu dás testemunho, Senhor, um pecador, alguém nascido fora do tempo[21] para muitos desses homens e mulheres grisalhos sentados aqui, que já pregavam o Evangelho quando eu era um menino pecador. Mas, ó Senhor Deus, Tu deste o privilégio de meus olhos verem a Tua Glória, para ajudar a expressá-La àqueles que precisam.

146  Deus, conceda nesta tarde que o Espírito Santo estremeça cada coração aqui e lhes traga uma conscientização da necessidade que eles têm. Dê-lhes Cristo, nesta tarde, a quem desejar, Pai. Ouça a oração de Teu servo. Que os corações cansados ​​que entram, e os corações incrédulos e duvidosos saiam felizes e regozijando.

147 Enquanto estamos com as cabeças inclinadas, todos, aqui, quem O deseja, você levantaria a mão para Ele? Diga: “Senhor Deus, seja misericordioso comigo; faça-me um verdadeiro cristão.” Deus te abençoe, isso é bom. Todos aí pelo corredor do meio. O corredor do outro lado? Oh, sim, muitas mãos. Na galeria, todas aquelas crianças lá em cima, dez, quinze adolescentes com as mãos levantadas. À esquerda. Tudo bem, à direita bem aqui, quantos mais assim, levantariam as mãos, dizendo: “Deus seja misericordioso, faça-me um verdadeiro e genuíno servo de Cristo. Deste dia em diante, prometo ser Teu, Senhor. Ajude-me agora. Se não puder ir aos campos missionários, ajude-me a... coloque um sentimento em meu coração para orar por aqueles que estão no campo.” Isso será contado em seu favor como justiça. Deus te abençoe. Deus te abençoe, por toda parte. Isso mesmo.

Amigo pecador, com a mão levantada, pedindo misericórdia, há lugar junto à fonte para você.

 

Pois há uma fonte cheia de sangue

Extraído das veias de Emanuel

Onde os pecadores mergulhados sob a torrente

Perdem todas as suas manchas de culpa

 

O ladrão moribundo regozijou-se por ver

Essa fonte em seu dia

Posso eu, embora vil como ele,

Lavar todos os meus pecados

 

Desde que, pela fé, eu vi a corrente

Que verte de tuas feridas abertas

O amor redentor tem sido o meu tema

E será até eu morrer

 

Então, em uma mais nobre e doce canção,

Cantarei Teu poder para salvar

Quando essa pobre e gaguejante língua

Ficar em silêncio na sepultura.

 

148  Deus abençoe seu pequeno coração ali, querida, uma garotinha com não mais do que dois anos de idade, balançando as mãozinhas, os olhinhos escuros olhando para cima. Oh, que coisa, se Deus pode falar com uma criancinha assim, que tal com pecadores cruéis, de coração frio? Sabe qual é o problema? Você colocou seu coração completamente em tantas velhas revistas de “História Real” e em tantas velhas coisas de Arthur Godfrey no rádio e na televisão, até que ele se tornou tão negro e calejado, que o Espírito Santo não pode mais falar. Que desgraça. Aquela criancinha... Você diz: "Ela não sabe o que está fazendo".

149 Ela pode não saber, mas o Espírito Santo sabe. Não disse Ele, "Deixai vir a mim os pequeninos. Não os impeçais, pois deles é o Reino." [22]

150  Antes de orarmos, haveria alguns que não levantaram as mãos, que diriam agora: “Eu creio, irmão Branham, em todo o Evangelho; eu entrego tudo a Ele. Aqui está minha mão, Senhor. Não a estou segurando ao Teu servo, o irmão Branham; estou segurando para Ti, Senhor. Tu colocaste meu nome em Teu livro nesta tarde e me deixaste viver para Ti, a partir de hoje.” Alguns que não levantaram a mão. Levante a mão, você o fará?

151  Deus te abençoe. Deus te abençoe, senhora. Deus te abençoe, moça. Deus te abençoe, lá atrás, senhor, você, você e você, ali, senhora. Lá na galeria lá atrás, Deus te abençoe. Por toda parte.

152  Tudo bem agora, isso é bom. Deus esteja com vocês. Eu não sou rude; não repreendo vocês... não intenciono; espero por Ele para dizer alguma coisa. Pode haver uma pessoa aqui que mereceu a repreensão, e foi com quem o Espírito Santo estava falando. Você sabe se o seu coração te condena.

Agora, vamos orar por estas mãos, umas vinte ou trinta, talvez mais tenham se erguido.

153  Querido Deus, eles são Teus. Se eles realmente quiseram dizer isso do coração, então eles nasceram do Espírito, agora mesmo, esperando para receber o Espírito Santo. Eles são Teus súditos neste momento: “Porque ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia.[23]

154 Senhor Deus, eles são Teus. São troféus da mensagem. Eles são presentes de amor do Pai para o Filho. Como eles podem perecer? Tu disseste: "Eu lhes dou a vida eterna, e eles nunca perecerão".[24] Eles são Teus. Que eles vivam para Ti, Senhor. Se eles são... Sei que encontrarão uma boa igreja, serão batizados, serão membros ali e trabalharão com o corpo de Cristo até que a morte os liberte.

155  E um dia, Senhor, quando descermos ao rio, e como saber que não há homens e mulheres sentados aqui agora que nunca mais voltarão para seu lar nesta terra? Um ataque cardíaco, um acidente na estrada, algum motorista bêbado colidir com eles... Não sabemos o que o futuro nos reserva, mas sabemos quem detém o futuro.

156 Agora, Senhor, coloque o nome deles em Teu livro. Se encontrei graça aos Teus olhos, coloque o nome deles em Teu livro, Senhor. Não poderei apertar as mãos deles, agora, talvez nunca nesta vida, mas o farei algum dia, quando isso terminar. Pela Tua graça, eu farei.

157 Oh, coloque missionário nas mentes dessas pessoas. Como apenas fazemos proselitismo e mudamos de uma igreja para outra, e pensar nos milhões que estão morrendo hoje, que nunca ouviram Teu precioso nome. Abra as portas na África, Senhor, e em diversas partes do país. Coloque um sentimento no coração do pregador para apoiar e ir, pois as horas estão findando. Conceda, Pai. Eles são Teus agora. Eu os dou a Ti.

158  Algum dia, Senhor, eu também terei que ir. Pode ser hoje. Mas um dia, vou fechar esta Bíblia pela última vez para mim. Estou percebendo isso, Pai. Vou fazer minha última oração e, quando descer ao fim da estrada e sentir as ondas do Jordão me atingindo o rosto, quero olhar para trás através de todos os trechos espinhosos do caminho, e todas as colinas que escalei, depois pegar a velha espada e a enfiar no feixe da eternidade, tirar o capacete, colocar na margem e gritar: “Empurre o barco da vida, Senhor; estou voltando para casa nesta manhã.” Quando meu ministério terminar, deixe-me ir em paz, Senhor. Que eu possa encontrar meus amigos aos milhões por lá, onde o tempo cessará e a eternidade prosseguirá para sempre.

159  Os dias estão quentes; o sol está se pondo; a civilização está morrendo; Jesus está vindo. Ó Deus, desperte-nos rapidamente. Levantemo-nos e sacudamo-nos, não belisquemos nossos corpos, mas belisquemos nossas almas para acordar, pois é mais tarde do que pensamos. Cure os enfermos e os aflitos, Senhor. Ó Deus, que esta noite seja de tal maneira que não haja uma pessoa fraca em nosso meio. Conceda isso. Abençoe-nos agora, enquanto nos preparamos para ir a outra reunião em breve. Em nome do Senhor Jesus, eu oro. Amém.

160  Apenas um momento a mais do seu tempo. Billy, você me disse para anunciar que você ia... a partir deste dia, você distribuiria os cartões de oração, alguns deles, ou... Seis e meia? Seis e meia. Cadê o Leo? Gene? Dê-lhes alguns cartões também, para que eles possam pegá-los e entregá-los rapidamente. Tudo certo. Seis e meia.

Observe, eu estava pensando em minha oração. Quantos se sentem realmente bem? Levantem as mãos, dizendo: "Oh..." Vamos cantar uma vez:

 

Eu O amo (todos), eu O amo,

Porque Ele primeiro me amou

E comprou-me a salvação

No madeiro do Calvário.

 

161  Perdoem isso agora, não percebi até agora. Vejo um dos meus irmãos na carne, o Doc. Eu o chamo Doc. Edgar. Ele e a esposa sentados bem... Levante a mão, Doc. Meu irmão, meu próprio irmão de sangue, que está ali, ele e sua esposa, e o irmão e a irmã Wood, David.

162  Vocês se lembram de mim falando outra noite sobre um garoto que teve uma espécie de contorção na perna? O pai dele era testemunha de Jeová; vocês lembram disso? O garoto está bem aqui agora. Levante a mão, David. Você poderia andar por aí, só um minuto? Eu não quero fazer um show com você, David. Aqui está o que Deus faz com uma perna torcida. Nem sequer O tocou, sentado na reunião. Suba por aqui, David. Aí está o garoto que tinha a perna torcida. Venha aqui em cima. Você é um garoto bonito; todos nós queremos ver você. Eu sei que é... Essa é a mãe dele aí.

163  Qual era a perna, David? Ele não sabe agora. Fico feliz em ver você de volta, David. A perna desse garoto estava torcida. O Senhor Deus (sentado mais longe do que está agora neste edifício) curou sua perna.

Doc? Você é o mais bonito dos Branhams. Venha aqui em cima, só um minuto. Tudo bem.

164 O irmão Burns também está lá atrás. Eu me lembro... Quantos têm essa foto do Anjo do Senhor? Aqui, sua esposa (enquanto Doc está vindo), sua esposa... ele estava no hospital morrendo com câncer. (Doc, fico feliz em vê-lo, Deus te abençoe.) E a esposa dele estava no hospital... Acho que o irmão Neville já foi apresentado. O irmão Neville, o pastor do Tabernáculo, está bem ali. Você foi apresentado, irmão Neville? Venha aqui em cima na plataforma então.

165 Irmão Neville. Aqui está um pastor metodista, pastoreando minha igreja batista, mas somos metodistas e batistas que têm o batismo do Espírito Santo. Esse moço é do Colégio Asbury. Oh, isso é bom. Agora, temos muito....

166 Quantos estão aqui que são de Jeffersonville? Há mais por aqui? Levante a mão, de toda parte da igreja. Oh, sim, há... Vejo o irmão Beeler, outro pregador lá atrás, de Jeffersonville. Todos... um grande grupo nosso. Não é possível tê-los aqui em cima nesta noite, apresentar a todos.

167  Quero dizer isso sobre a irmã Burns. Ela está na Glória agora. O irmão Banks Woods e eu, nós dois de Kentucky, estávamos caçando esquilos. Algo me chamou da mata; esse é o pai desse garoto. Eu pensei: "Qual é o problema; tivemos que ir para casa.” Eu afirmei: “Não sei por que estou em casa, irmão Banks.” Estava tentando descansar um pouco. Eu disse: "Estou indo a Sutcliffs comprar uns cartuchos". E nós realmente podemos praticar tiro ao alvo, então fomos por ali. Eu disse: "Irmão Banks..." Ele é de Kentucky. Eu disse: “Vá por ali pela esquina; eu vou a Sutcliffs e pegarei os cartuchos, e quando você me vir vindo... você não pode parar nessa rua.”

168  Ele andava e dava voltas e mais voltas no lugar errado. E eu estava ali; pensei: "Bem, o que está acontecendo? Onde está esse camarada?” Em mais ou menos trinta minutos, notei que ele estava no outro quarteirão, andando pela rua. “Bem”, pensei, “esse camarada foi criado em Louisville. Bem, ele não sabe onde está? Ele está passando bem por ali, veem, Sutcliffs não é ali, e ele deu umas dez ou quinze voltas.”

169 Então corri pela rua para detê-lo, e assim que ele apareceu, a irmã Burns... O irmão Burns, levantaria a mão lá, para que eles saibam? Sua esposa... Ele estava morrendo com câncer no baço. Creio que ele era batista, se não me engano, de Kentucky, e foi curado lá em casa; ele viveu todos esses anos. E ele estava no hospital com um caso muito grave de câncer. Os médicos o haviam desenganado.

170 E sua amável e dócil esposa disse: “Senhor Deus, eu não sei onde está o irmão Branham.” Ela foi e pegou a foto, colocou-a no chão e se ajoelhou. E ela clamou: “Oh, Anjo de Deus, cuja foto está neste papel, envie-me o irmão Branham, rapidamente.” E ela se levantou e disse: “Oh, tenho que pagar minha conta de luz. Ela foi à cidade, quilômetros. Ela pagou sua conta de luz e algo a levou a virar a esquina. E assim que ela chegou à esquina, eu estava na esquina. Lá estava. Ela me contou sobre o irmão Burns, e o Senhor Deus o trouxe do hospital. Aqui está ele hoje, como uma testemunha. Deus fez com que o irmão Banks desse voltas e mais voltas na praça errada, nos segurando ali, até que Deus pudesse nos colocar naquele lugar. Ele responde a oração. Vocês creem nisso? Digam "Amém". Ele ainda vive e reina.

171 Eu amo essas antigas canções, você não ama? Vamos cantar: "Até nos encontrarmos". Você cantará? Tudo bem. Dê-nos um acorde, filho, se puder. "Até nos encontrarmos." Muito bem.

 

Deus esteja contigo até nos encontrarmos novamente,

Pelos Seus conselhos te guie e te sustente,

Com Suas ovelhas, com segurança te envolva;

Deus esteja contigo....

 

172 Isso não soa mais como Deus do que toda agitação, não é mesmo? Ouça agora, dê um aperto de mão em alguém perto de você agora, à sua frente, atrás de você, ao seu lado; não saia do seu lugar. Ainda não terminamos, apenas cumprimentamos.

 

Até nos encontrarmos, até...

Todos vocês metodistas e batistas agora, pentecostais, presbiterianos, na galeria, apertam as mãos.

 

Nos encontrarmos aos pés de Jesus; (até nos encontrarmos;)

Até nos encontrarmos, até nos encontrarmos,

Deus esteja contigo até nos encontrarmos novamente.

(lentamente.)

 

Até (agora, levante sua mão para Ele.),

Até nos (Oh, isso é celestial para mim.)

... nos encontramos aos pés de Jesus (pode ser antes da noite).

Até nos encontrarmos, até nos encontrarmos,

Deus esteja contigo até nos encontrarmos novamente.

Agora, enquanto inclinamos a cabeça, vamos sussurrar [o irmão Branham e a congregação sussurram]

(Até nos encontrarmos;) até nos encontrarmos, até nos encontrarmos,

Deus esteja contigo até nos encontrarmos novamente.

 

Com as cabeças inclinadas agora. Vou pedir ao nosso querido e amado pastor, irmão Orman Neville, do Tabernáculo Branham, em Jeffersonville, se ele nos despedirá em oração. Irmão Neville.

                       

                                   ===================================

 

 

PALESTRA MISSIONÁRIA

(Missionary Talk)

Esta Mensagem foi pregada por William Marrion Branham num domingo à tarde, no dia 30 de março de 1958, em Middletown, Ohio, E.U.A. Seu conteúdo, gravado originalmente em fita magnética, foi transferido posteriormente para a página impressa, em inglês. No que concerne à tradução do texto da Mensagem para o português, a Editora A Mensagem se preocupa e se empenha em transmitir fidedignamente o que foi pregado pelo Mensageiro.  E a tradução deste sermão para o português foi publicada e distribuída pela Editora “A Mensagem” em fevereiro de 2020.

 

Editora A Mensagem

www.editoraamensagem.com.br

WhatsApp: (51) 98144-4489

E-mail: contato@editoraamensagem.com.br

Caixa Postal 21042 – CEP 91130-973

Porto Alegre – Rio Grande do Sul – Brasil

* Os textos bíblicos usados nesta tradução são da Bíblia Almeida Corrigida Fiel

* Imagem de capa usada sob licença da 123RF.com

ISBN978-85-85332-23-5

 

[1]Mateus 19:14; Marcos 10:14; Lucas18:16

 

[2]Mateus 17: 20; Mateus 21: 21; Marcos 11: 23

 

[3]Isaías 55:11

 

[4]Mateus 10:8

[5]Mateus 28: 20; Marcos 16: 15-17

[6]II Cor.3: 6; I Tessalon.1: 5

[7]Marcos 16: 17-18; Tiago 5:14

 

[8]Marcos 16:17

 

[9]João 14: 12

[10]Marcos 16: 15

[11]Lucas 11:42-48 e 52.

[12]I Coríntios 14:10

[13]João 14:12

[14] Uma dança cerimonial realizada antes de uma batalha ou para comemorar a vitória.

 

[15]Kuopio é uma cidade e município da região da Savônia do Norte na província da Finlândia Oriental.

[16] Sempre-viva é o nome popular dado, de forma mais comum, à várias espécies de plantas que após colhidas e secas conseguem resistir consideravelmente ao tempo sem se estragar ou perder sua cor, daí a origem do nome “sempre viva”.

[17]Marcos 16:17; Lucas 2:34

[18]Mateus 16:18; Romanos 3:4

[19]Filipenses 3:10

[20]Hebreus13:8

[21] I Cor. 15:8

[22]Mateus 19:14; Marcos 10:14; Lucas 18:16

[23] João 6:44

[24] João 10:28

Nenhum produto

© 2014 - 2020 A Mensagem Para Crianças / Editora A Mensagem - CNPJ: 19.721.615/0001-35 

Avenida A, 680/16, Bairro Protásio Alves, Porto Alegre / Rio Grande do Sul 

Nossos produtos são entregues entre 03 - 15 dias úteis - Livros, Livretos e sermões de William Marrion Branham

google safe browsing_editoraamensagem.co