Mensagem Tudo é Possível ao Que Crê

27 de setembro de 2019

Título: Tudo é Possível ao Que Crê
Data: Domingo à noite, 22 de julho de 1956
Local: Tabernáculo da Vida
Cidade: Shreveport, Louisiana – EUA
Duração: 36min

Acesse também nossa biblioteca de Mensagens traduzidas.

O download está disponível em PDF e ePUB. Escolha uma das opções abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caso deseje abençoar o nosso esforço de tradução no brasil, adquira a versão impressa clicando na imagem abaixo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia Agora Online a Mensagem Tudo é Possível ao Que Crê:

TUDO É POSSÍVEL AO QUE CRÊ

All Things Are Possible To Him That Believeth

 

William MarrionBranham

22 de julho de 1956

Shreveport, Louisiana – EUA

 

 

1          ... por estar em oração constantemente, à tarde, e depois vir até aqui, se eu for pregar [espaço em branco na fita - ed.] de você e a reunião não parece ter o tipo certo de algo. Não vejo as visões tão claras, porque são duas unções diferentes. Numa delas, se está recebendo; na outra, se está entregando. Veem? Numa delas, quando você está pregando, você se sente muito bem e feliz; na outra, você simplesmente vai ficando cada vez mais fraco à medida que se debilita. Veem? Numa,você está extraindo de Deus (veem?) o que deseja e na outra, é Deus dando através de Sua Palavra para você. Veem? Uma delas é uma visão, e a outra é pregando a Palavra.

2          Agora, para um pequeno texto de modo que Deus possa nos dar um contexto. Está em São Marcos. Vamos tomá-lo de São Marcos, capítulo nove, e ler, bem, digamos, um versículo para um fundo. Vamos tomar o versículo vinte e três.

 

E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê.

 

Essa foi a nossa canção. Agora, isso tira toda a dúvida, não tira? “E se for a Tua vontade?” Ele disse: “Tudo é possível ao que crê”. Não “se é ou não é Tua vontade”. É a vontade Dele, se você tem fé. Pois todas as coisas são dadas gratuitamente para você pelo Senhor Jesus que morreu para... [espaço em branco na fita – ed.] ...queda, Cristo trouxe para a Igreja, por Sua justiça e Seu sacrifício, e agora temos o penhor de nossa libertação completa.

Um homem, algum tempo atrás, estava conversando comigo. E ele disse: “Irmão Branham, eu não entendo como o senhor poderia colocar de maneira sensata a cura divina na expiação”.

Eu respondi: “Colocarei toda bênção redentora na expiação, tudo”. [Marcos 9:23].

 

3          Agora, Jesus não sangrou duas vezes, ou Ele não morreu duas vezes. Mas a cura divina e cada bênção de que você precisa foram providas para você em uma única expiação. Isso mesmo. Não se pode lidar com o pecado sem lidar com a doença. E quando se prega o Evangelho da salvação para aqueles que creem, por sua alma, é necessário incluir a cura divina; porque a doença é um atributo do pecado.

Antes de termos qualquer pecado, não tínhamos doença. A doença vem como resultado do pecado, de modo que você não pode lidar com o pecado sem lidar com a doença. Você simplesmente não pode fazer isso.

Agora, esse moço disse: “Irmão Branham, se eu provar para você pelo Evangelho...” Charles Fuller, esse cantor, um cantor caubói, se converteu... bem grande, ótima pessoa. Não consigo me lembrar do seu nome agora. Oh, ele... Stuart Hamblen. Tivemos... Todos eles tiraram fotos no local e saíram da cidade. Então eu entrei.  Ele disse: “Eu quero que você tire uma foto.”

4          Então, depois ele afastou o administrador e os demais, aqueles que eram espertos, que tinham instrução... Ele sabia que eu não tinha nenhuma instrução, então ele pensou que simplesmente pularia em cima de mim com os dois pés.

Então disse: “Eu quero lhe perguntar...”

Ele disse ao administrador: “Quero tirar mais algumas fotos do irmão Branham. Eu lhe garanto que terei...” Ele disse: “Quando eu tirei...”

Ele disse: “Quando tirei cerca de vinte e cinco minutos do tempo que ele estaria em estudo e oração para o culto desta noite”.

Ele disse: “Eu lhe prometo, irmão Baxter, que o terei lá”. “Tudo bem”. Então ele saiu.Então enquanto...

Bem, disse: “Quero lhe fazer uma pergunta”.

Pensei: “Oh, eu sei que você está todo municiado”.

Então ele interrogou: “Você aplica... coloca a cura divina na expiação?”

Respondi: “Sim, senhor. Coloco”.

E ele tinha saído do seminário, esperto como todos os que saem de lá. Ele continuou: “Bem, se você aplica... coloca cura divina na expiação, irmão Branham, você está errado”. Eu pensei: “Acho que não”.

5          E ele afirmou: “Bem, se a cura divina estivesse na expiação, como o pecado estava incluído na expiação, para ser expiado”, prosseguiu, “não teríamos mais dor. Se isso estivesse – se a cura divina estivesse na expiação, a dor seria tirada, pois a expiação matou os próprios efeitos do pecado”.

Pensei: “Quero lhe perguntar uma coisa, irmão. Existe tentação?”

Ele respondeu: “Sim”.

“Então existe dor”. Isso é certo. Claro. Claro. É a sua fé que a substitui. Certamente. Sua fé é o que o faz, que responde.

Então ele disse, ele disse: “Bem, se eu... [Espaço em branco na fita – Ed.] Isaías disse que Ele levou... [Espaço em branco na fita – Ed.] Suas pisaduras [Espaço em branco na fita – Ed.]  te provar isto pela Bíblia, você aceitará?”

E eu respondi: “Sim, senhor. A Bíblia disse isso, então está correto”.

6          Ele disse: “Bem, em Mateus 8, a Bíblia disse: ‘Quando trouxeram a Jesus todos aqueles que estavam doentes e aflitos, para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías: ‘Ele tomou nossas enfermidades.’” E ele disse... Ele disse: “Você compreende agora, irmão? Foi cumprido bem ali, cada parte disso”.

Respondi: “Bem, irmão, aquilo foi um ano e seis meses antes da expiação. Aquilo foi antes mesmo de Jesus morrer na cruz. Não havia expiação naquela época. Assim, de acordo com a sua doutrina, a expiação teve mais efeito antes de ser feita do que deste lado, depois de se tornar expiação”.

Então ele passou a usar algumas palavras bem difíceis, vendo que minha instrução era limitada. Eu disse: “Eu ainda não recebi o dom da interpretação”. Continuei: “Fale comigo numa linguagem simples, e conversaremos sobre isso”.

E ele foi adiante. E eu disse... Ele afirmou: “Oh, isso está na expiação, e assim por diante”.

Eu disse: “Quero lhe perguntar algo, irmão. Você crê que a cura divina está na Palavra?” [Mateus 8:17].

7          Eu ia pegá-lo bem aqui, e em Marcos 11:24. Jesus disse: “Por isso vos digo que tudo que pedirdes, orando, crede que o recebereis e tê-lo-eis”; não importa o que seja.

Eu interroguei: “Jesus colocou isto na Palavra, a cura Divina na Palavra?”

Ele respondeu: “Sim, Ele mencionou ‘tudo’”.

Eu disse: “Isso mesmo”. Eu disse: “Então se Ele pôs isto na Palavra, a Palavra está à frente da expiação”.

“Oh”, ele replicou: “Ridículo, irmão Branham”. Disse: “Não, senhor”. Disse: “Isso é sacrilégio”.

Eu afirmei: “Oh, não. Isso não é sacrilégio”. Continuei: “Ele tem que guardar Sua Palavra”.

E ele disse...

E eu disse: “Bem, vou lhe contar uma coisa. Era uma vez um rei que tinha um grande reino, e todo o seu domínio. E ele fez as leis e os regulamentos, e as punições e assim por diante, e quando o fez, havia um certo pecado que quando cometido, a punição era a morte”. [Marcos 11:24].

8          “E todo homem que cometesse esse pecado tinha que morrer por causa dele. E um dia um escravo incorreu nessa penalidade. Ele tinha que morrer. Ele foi levado perante o rei, e o rei disse: ‘Eu sou um homem de honra. Eu guardo minha palavra e você cometeu, de acordo com as minhas leis, aqui em meu reino... E sendo um homem justo que guardo a minha palavra, minha palavra diz aqui que não existe expiação para esse pecado. Você tem que morrer. E a única coisa que eu posso fazer é tirar sua vida.” “E o pobre coitado disse... começou a tremer.

E perguntou: ‘Agora, espere um minuto’. Disse: ‘Endireite-se’. ‘O que posso fazer por você antes de tirar sua vida?’”

“Ele respondeu, o escravo que estava sob a pena de morte, respondeu: ‘Eu quero um copo de água’. E então o rei disse: ‘Deem-lhe um copo de água’. E quando o recebeu, o pobre coitado, prestes a ter a sua cabeça cortada, estava tremendo e não conseguia segurar o copo. E o rei disse: ‘Espere um minuto. Endireite-se. Não vou tirar sua vida até você beber essa água’. E ele a jogou no chão.

O que ele vai fazer agora? Bem, ele é um homem de honra. Ele tem que cumprir sua palavra. E sua expiação dizia que, que existe... ou melhor, Sua Palavra dizia que não existe pena... ou não existe redenção para esse pecado, no entanto, o rei falou e disse que não o mataria até que ele bebesse a água. Isso é impossível; ele a jogou no chão”. Eu disse que...

Ele afirmou: “Aquilo foi um deslize do rei”.

Respondi: “Isso mesmo. E você acha que Deus cometeu um deslize, não a incluindo na expiação quando Ele a colocou em Sua Palavra?” Continuei: “Oh, irmão, isso é mais fraco que o caldo feito da sombra de uma galinha que morreu de fome”. Concluí: “Isso nunca vai funcionar. Não, senhor. Deus a colocou em Sua Palavra, e é para aqueles que creem, unicamente para os crentes”.

9          “Tudo é possível ao que crê.” Embora possamos não ter fé suficiente... E eu quero que você saiba disso, no início, que a cura se aplica muito à pessoa que está orando por você; isto é certo, mas não totalmente. É sua fé também. Você precisa ter fé. Observe isso nestas poucas palavras que vamos falar. "Porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam." [Hebreus 11:6]

Agora, há muita diferença entre ter fé na mente e tê-la no coração. O coração é uma faculdade mental completamente diferente da que está na cabeça. [Marcos 9:23], [Hebreus 11: 6].

            A ciência não sabia disso até cerca de dois anos atrás. Você sabia disso? A Bíblia diz: "Como o homem pensa em seu coração." [Prov. 23:7]

10        A ciência dizia: “Quão errado isso é.” Dizia: “Não há faculdades mentais em seu coração. Isso está em sua cabeça, em sua mente. Você não pode pensar com seu coração. Você quer pensar com sua mente.”

Dois anos atrás, eu estava andando pelas ruas de Chicago quando publicaram um artigo muito grande no jornal sobre isso (e eu comprei um deles), que a ciência havia encontrado no coração humano (não no animal), no coração humano um pequeno compartimento que nem sequer tem uma célula sanguínea, e dizem que é o ocupante da alma. A alma repousa no coração.

Oh, que coisa. Veja, Deus está sempre certo. Eles finalmente chegaram a isso, você sabe. Eles finalmente o veem de vez em quando. Então, quando Deus disse que o sol gira e a ciência dizia que ele fica parado (foi o que me ensinaram na escola).

Agora, na Califórnia, os grandes observatórios de lá dizem agora que estavam errados. Eles provaram cientificamente que estava errado: o sol também gira. Então, aí está. [Provérbios 23: 7].

11        A ciência tem que dizer coisas, voltar atrás, dizer coisas e voltar atrás, mas, irmão, aqui está um Livro que você pode ler e que nunca voltará atrás: a Palavra eterna de Deus. E você pode descansar sua alma Nela. Não importa se você consegue explica-la ou não, eu creio Nela de qualquer maneira. Isso mesmo. Deus assim falou, e isso encerra o assunto.

Você pode ser simples assim em sua fé, então Deus irá trabalhar por você. Sim, senhor. Ele está obrigado para com Sua Palavra. Ele disse: "Tudo é possível ao que crê." Tudo! “Todas as coisas que você desejar, creia que você as recebe. Você as terá. Elas serão dadas a você, se você somente crer nelas.” Esse é o requisito de Deus, e a fé é o que se necessita para mover Deus. [Marcos 9:23], [Marcos 11:24].

12        Agora, isso foi trágico aqui, mas ainda assim, é um caso muito marcante, que devemos examinar e tecer alguma consideração por uns momentos.

Uma coisa estranha: poucos dias antes, Jesus reuniu esses mesmos homens e lhes deu poder para curar todos os tipos de doenças, expulsar toda espécie de espíritos malignos, curar a lepra e ressuscitar os mortos. E Ele os enviou, e eles saíram fazendo isso, e voltaram regozijando.

Mas quando Jesus fez uma viagem e subiu até ao topo da colina, ao alto da montanha, encontramos esses discípulos no vale, imobilizados, completamente derrotados diante de um caso de epilepsia. Eles não conseguiram controlar aquele espírito maligno.

Agora, alguém disse há não muito tempo: “Se você tivesse o poder para curar os enfermos, como os discípulos tiveram...” Agora, essas pessoas não creem que você recebe o Espírito Santo, como eles receberam no princípio, mas eles simplesmente não conhecem as Escrituras e não conhecem o Espírito Santo. A promessa de Deus assim o disse. E as pessoas que não têm tanta teologia jogada em suas mentes, elas simplesmente creem em Deus e recebem. Isso é tudo.

13        Como um indivíduo em um debate, ele estava realizando um debate. Ele disse: “Deus não existe. Deus não existe. Continuou dizendo aquilo. E um rapazinho de aparência boba, sentado ali atrás, com o cabelo caído nos olhos e vestido uma jaqueta. Ele veio andando (tinha apenas um dente na frente), colocou-se diante do cético. Ele disse... Começou a descascar uma maçã.

Ele indagou: "O que você quer?"

Respondeu: “Eu quero lhe fazer uma pergunta.”

Ele assentiu: “Bem, pergunte.”

"Bem, espere um minuto." Simplesmente continuou descascando sua maçã, cortou o miolo dela.

Ele disse: "Bem, fale, apresse-se e diga o que você vai fazer ou terei que expulsá-lo."

14        “Bem, só um minuto.” Ele descascou a maçã, pegou um pedaço, colocou na boca, começou a mastigá-la e a engoliu. Disse: “Quero lhe fazer uma pergunta. Esta maçã é doce ou azeda?”

O cético respondeu: “Não a estou comendo. Não sei."

Disse: “Foi o que eu pensei.” Voltou e se sentou.

Como você sabe se existe ou não um Espírito Santo até que você O receba? Como você sabe que Jesus cura ou não, até que você receba?

Foi dito: “Ninguém pode dizer que Jesus é o Cristo, senão pelo Espírito Santo.” [I Cor. 12:3] Não importa o quanto você leia isso na Bíblia, não funcionará. O Espírito Santo tem que testemunhar isso para você - Sua ressurreição em sua vida - ou você não sabe se é doce ou azedo. Isso é certo.

Como o poeta disse: “Provai e vede que o Senhor é bom.” [Salmo 34:8] Quem é que sabe antes de provar? É aquele que prova, que sabe. Como diz o velho provérbio: "A prova do pudim está em comer dele." Então isso é bom.

Assim sendo, aquele cético foi derrotado nesse caso. [I Coríntios 12:13], [Salmos 34: 8].

15        Agora, aqueles discípulos foram derrotados por causa de sua incredulidade. Jesus tinha subido a montanha. E sabe de uma coisa? Estou um tanto feliz por eles terem sido derrotados lá, porque isso endireita tudo para mim.

Oh, quando vemos às vezes dizerem: “Oh, aqui, já vi os Jones receberem oração; já vi esse aqui receber oração, nunca os ajudou.” Claro. A criança recebeu oração pelos discípulos que tinham poder para curá-la. Jesus Cristo... [Espaço em branco na fita – Ed.] servos, lhes deu poder para fazê-lo, e eles foram derrotados. Certamente. Não tem nada a ver com isso.

Jesus estava na montanha e aqui, quando a primeira derrota apareceu no drama, em cena. Ali estavam todos os pastores no vale, questionando-os. “Uh-huh. Eu pensei que Ele tivesse dado a vocês poder para fazerem isso. Vamos ver vocês fazerem isso. Agora, aí está.

16        E os discípulos orando e expulsando o demônio, ou tentando expulsar. O garoto simplesmente continuava com a epilepsia. Disseram: “Eu lhes falei”, “o fato é que é uma espécie de truque. Os dias de milagres já passaram. E aqui estava, quem sabe, o homem, o pai da criança, talvez tenha saído para buscar seu pastor. Disse: “Pastor, o que você acha desses discípulos desse sujeito chamado Jesus de Nazaré, saindo por aí expulsando demônios, como dizem.”

“Ah, isso é uma telepatia. Não há nada disso.” É claro que o fariseu Jones sabia tudo sobre isso, você sabe.

“Eu lhe digo, teremos uma reunião da associação em alguns dias, e se você trouxer seu garoto... eu ouvi que aqueles discípulos estarão por aqui. Então, vamos levá-lo ali e desafiá-los a fazer isso. Sim, senhor."

Agora, isso é o diabo, a maneira como ele trabalha. "Faça algo diante de mim e deixe-me ver."

17        Há não muito tempo, havia um homem me desafiando no rádio, primeiro ele ofereceu mil dólares a qualquer um que pudesse provar que tinha sido curado - cura divina. Levei dois médicos comigo e quatro pessoas. Subimos as escadas. Disseram: “Bem, isso é lá no Texas, onde conseguimos isso.” Disseram: “O que queremos fazer é pegar uma faca e cortar o braço de uma criança, e você a segura diante de nossos irmãos, e deixe-nos ver você curá-la, e então creremos em você."

Eu afirmei: “Você precisa ser curado da cabeça.” Eu disse: “Há algo errado com você. Você não está mentalmente são, homem. Certamente. Qualquer pessoa que queira que você corte o braço de um bebê, segurá-lo ali e depois curá-lo diante deles. Bem, certamente, não há ninguém sensato... Isso está além da resposta da inteligência. Isso mesmo. Claro que está.

“Agora”, eu disse: “que tal essa mulher aqui?  E aqui está o médico dela, que disse que ela tinha câncer e agora está bem. Tem a declaração do médico. Eu quero os mil dólares para uma viagem missionária.” Ele não me deu. Não, não. Certamente não.

Oh, é como o irmão Moore costumava dizer: “Parece com as corujas irlandesas, cheio de barulho e penas e nenhuma coruja” [Expressão usada para demonstrar que algo não é aquilo que aparenta ser - Ed.] É assim sobre algumas coisas que acontecem também.

18        Agora, simplesmente, tentando se esconder atrás de algum tipo de doutrina da igreja ao invés de vir e dizer: "Você não tem fé". Isso é tudo. Dizer que você não recebeu o Espírito Santo, você não tem nada em você para lhe dar fé. É Deus que dá a fé. E à medida que você está cheio de Deus, você está cheio de fé.

Se você é um filho de Deus, você terá Deus. Ele fala a Palavra e isso se cria. Sua Palavra é o poder criativo. Como o mundo apareceu aqui? Ele o fez de coisas que não eram. Ele apenas disse: "Haja", e aqui está. Ele creu em Sua própria Palavra.

19        E esse pó sobre o qual você está sentado nesta noite é simplesmente o poder criador do Deus Todo-Poderoso para criar Sua Palavra. Esse pó é a Palavra de Deus manifestada. Digam: “Amém.” [A congregação diz amém. – Ed.]. Sim, senhor.

O próprio pó sobre o qual você está sentado nesta noite existe pela Palavra de Deus. Amém. Essa coluna ali é a Palavra de Deus manifestada. Eu estou aqui nesta noite por causa da Palavra de Deus manifestada. Amém.

Oh, que coisa, isso não dá ao diabo um olho roxo? Oh, com certeza. É a verdade. É a Palavra.

Bem, lá estavam eles, e ele disse: “Agora, quando todos saírem, traga seu filho e verá quanto poder esses discípulos têm”.

Bem, fizeram com que todos ficassem empolgados, sabe, e aqui estavam eles, e a associação ali, com as mãos para trás, dizendo: “Uh, huh. Aí está. O garoto não melhorou. Nem um pouco, nem um pouco.

20        O que você poderia fazer com coisas como essas penduradas ali? Sim. Lá estava. Então, todos os discípulos estavam tentando expulsá-lo. Oh, eles tinham o poder agora. Jesus disse que eles tinham. Cristo lhes deu individualmente o poder para fazê-lo, e eles já haviam feito isso antes, mas disseram: “Deixe-me vê-los fazer agora. Deixe-me ver vocês fazerem isso.

Agora, deixe-me estabelecer isso em sua mente para sempre. Quando você ouvir alguém dizendo isso, saiba que é o diabo falando através daquela pessoa. Deixem-me lhes mostrar pela Palavra. A primeira vez que o diabo encontrou Jesus Cristo, ele duvidou Dele. A dúvida é sempre do diabo. É de onde o primeiro pecado vem. Não há outro pecado senão a dúvida. A incredulidade é o pecado original e o único. Cometer adultério não é pecado; fumar cigarro não é pecado; embriagar-se não é pecado. Esses são atributos da incredulidade. Amém.

21 Você fala sobre... As pessoas dizem: “Irmão Branham, você diz... diga-lhes para se levantarem e crerem no Senhor Jesus e serem salvos.” É isso que Deus diz. O problema é que eu não digo: "Levante-se e finja que você crê", mas realmente creia. Isso resolverá tudo. Isso mesmo. Fé.

Observem. No jardim do Éden, o primeiro pecado original foi porque Eva duvidou da Palavra de Deus, e quando Satanás encontrou Jesus e uma...descendência de Eva, a semente da mulher, ele usou a mesma técnica que usou com Eva.

A primeira coisa foi o apetite, e a próxima coisa que ele disse: “Se Tu és o Filho de Deus, faça um milagre aqui diante de mim. Deixe-me vê-Lo fazer algo, um milagre.

Agora, quando você ouve uma pessoa dizer isso, você sabe quem está falando através daquela pessoa: o diabo. Isto é certo. Ele disse: “Deixe-me vê-Lo fazer um milagre agora, diante de mim, para que eu possa ver. Deixe-me vê-Lo transformar essas pedras em pão e você mesmo comê-las, eu crerei que Tu és o Filho de Deus.” [Mateus 4: 3].

22        Jesus virou-se de volta com a Palavra do Pai. Ele poderia ter feito outra coisa. Mas, para levar as bênçãos de Deus ao mais fraco dos crentes, você poderia... Você não tem que ter dons. Você tem que ter fé na Palavra de Deus.

Jesus nunca usou nenhum de Seus dons, nada do Seu poder. Ele usou a Palavra do Pai. Ele se virou e disse: "Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus". [Mateus 4:3-4]

Quando Ele era um profeta... Sabemos que Ele tinha visões. Ele podia dizer o que havia de errado com as pessoas, dizer-lhes qual era o segredo do coração delas e assim por diante, disse: "Esses sinais seguirão até o fim do mundo". [Mateus 4: 4].

23        Colocaram um trapo em Seu rosto um dia – alguns soldados – e bateram-Lhe na cabeça com um porrete, e disseram: “Agora profetiza...” O diabo – o que estava batendo Nele – disse: “Profeta, diga-nos quem te bateu e nós creremos em ti. Diga-nos quem te bateu; colocaram um pano em volta dos Seus olhos.” [Lucas 22:64] Jesus não abriu a boca, nem disse uma palavra.

Os judeus na cruz... quando tinham Jesus na cruz, disseram: “Agora, se Tu és o Filho de Deus, faça um milagre aqui diante de nós. Solte Suas mãos e desça, e creremos que Tu és o Cristo, o Filho de Deus.” [Marcos 15:32] Jesus não deu ouvidos ao diabo. Não disse uma palavra, veem. Então, quando você vir alguém dizendo: “Deixe-me vê-lo realizar um milagre”, lembre-se, isso é o diabo.

Quando Ele entrou em Sua própria terra, disseram: “Agora, soubemos aqui a respeito de Você curando naquela região; ouvimos acerca de curas por lá. Deixe-nos vê-Lo fazer algo aqui entre nós; Deixe-nos ver." [Mateus 12:38], [Marcos 15: 19-20], [Mateus 27: 27-31], [Lucas 23:35], [Mateus 27:40].

24        E Jesus ficou admirado com a incredulidade deles, e muitas obras poderosas Ele não pôde realizar. [Marcos 6:6] Exige-se também a sua fé, por quê? Por falta de Seu poder? Por falta da vontade de Deus? Pela falta de fé, incredulidade. Por causa de sua incredulidade, Ele não pôde fazê-lo.

Aqui estão os discípulos, derrotados, e bem em meio à derrota deles, vem descendo a montanha a Pessoa mais amável que já andou na terra: o Senhor Jesus, o Filho de Deus. Ainda fraco, quem sabe, em razão daquela grande unção quando Ele foi tomado em uma visão ali e previu... Pedro, Tiago e João previram a vinda do Senhor; previram a ordem, como Elias e Moisés viriam primeiro, depois Jesus viria. Eles O viram, lá, na primeira vinda; Elias e Moisés; e depois voltaram e viram Jesus sozinho, quando Ele vem depois do milênio. [Marcos 15: 23-32], [Mateus 13:58], [Marcos 6: 6].

25        Observe, nisso, logo alguns daqueles fariseus aqui, o fariseu Jones e os demais, disseram: “Bem, agora veja. Aí vem esse sujeito, ele é o chefe de todos eles. Foi ele quem começou todo esse movimento aqui.” Então, eles vão e veem o que ele tem a dizer.

Assim, quando os discípulos viram o Senhor chegando, eles sabiam que Ele podia fazer isso. Então, eles foram até Ele, e quando todos se reuniram em torno de onde Ele estava, o que Jesus disse? Ele caminhou até aquele bando de fariseus com os colarinhos virados e disse: "O que vocês estão questionando?"

Oh, coitado de você, pregador de lava-louças. O que Ele vai questionar sobre você, no juízo? Você permanecerá do mesmo jeito diante Dele.

Disse: “Sobre o que vocês os estão questionando? Por que toda essa confusão? Por que vocês questionam esses, os meus filhos? ”Oh, que coisa, eu posso vê-Lo olhando para eles ali.

E um deles falou: "Senhor". Vejo que Ele ainda é um homem comum para ele. Disse: “Senhor, trouxe meu filho aos Teus discípulos.” ​​Continuou: “Ele tem um espírito imundo. Ele é mudo, com espuma pela boca, cai no fogo e na água.” E disse: “Eu o trouxe aos Teus discípulos para curá-lo, e não puderam fazer nada.” [Marcos 9:18], [Mateus 17:15-16].

26        Eu posso ver o fariseu Jones, o pastor. “Sim, não puderam fazer nada quanto a isso, então vou trazê-lo a Ti.” E disse: “Os discípulos não puderam expulsá-lo, então eu o trago a Ti. Se Tu podes fazer algo quanto a isso, se puderes fazer alguma coisa, se...” Você captou? "Se", oh, que coisa! "Se Tu podes, faça algo quanto a isso agora."

Jesus parou e olhou em volta. Disse: “Traga-o aqui.” E quando trouxeram a criança, naquela hora o diabo se exibiu. É assim que o diabo faz. Ele gosta de se exibir. Sim. Ele jogou o garoto na pior convulsão que ele já teve. Ele caiu no chão, para tentar assustar Jesus.

Quando caiu no chão, começou a espumar antes... espumando diante dos discípulos, eles ficaram um pouco assustados. Mas você não vai assustá-Lo, irmão. O diabo jogou esse garoto em uma verdadeira convulsão. Ele caiu no chão e espumando e rolando no chão tendo um... jogando a criança no pior que ele tinha... porque sabia que seu tempo estava próximo.

Jesus olhou para a criança. Ele perguntou ao pai: "Há quanto tempo ele está assim?"

27        Respondeu: “Desde a infância. Oh”, prosseguiu: “ele cai no fogo e tudo mais.” E quando ele chamou a atenção... Agora, vamos fazer um drama aqui.

Oh, que coisa. Aqui está um vale; lá está uma montanha. Lá em cima na montanha onde Deus desceu, O cobriu. Disse: “Este é meu Filho amado. A Ele ouvi.” [Mateus 17:5]

E aqui está Ele, de pé ali agora; a montanha... O Pai havia estado com Ele. A pomba estava sobre o Cordeiro; a Pomba ainda estava sobre o Cordeiro, e Ele sabia disso. O que Ele está tentando fazer? Ele tinha acabado de dizer pouco antes disso: “Em verdade, em verdade vos digo que o Pai não pode fazer... o Filho nada pode fazer, a menos que Ele vê o Pai fazê-lo.” Correto? São João 5:19. “Eu tenho visões; Eu nada faço, a não ser que o Pai me mostre em uma visão o que fazer.” São João 5:19. "Eu nada faço."

28        Os discípulos são derrotados. O pai está um pouco hostil. Por quê? “Bem, agora, eu sei que Ele não fará isso. Porque se Ele não o fizer... Se esses discípulos não puderam fazer isso, então Ele não pode fazer. Começo a crer com você, pastor, que isso é apenas um bando de falsos, um bando de agitados, um bando de mental, ou de telepatia ou algo assim. É só isso. Começou a pensar isso em seu coração.

Vê como a incredulidade se apodera? Oh, eu não importo quantas vezes isso falha, Ele ainda é Deus, o curador. Se eu orar por quinhentas pessoas nesta noite e todas essas quinhentas morrerem pela manhã, amanhã Ele será exatamente o mesmo curador que foi hoje à noite. Isso não tem nada a ver. Eu sei que Deus disse assim, e isso está estabelecido para mim. Sua Palavra diz assim.

29        Veja Elias, quando ele saiu, um pequeno e velho profeta.a Pomba estava sobre ele. Então, Acabe havia chamado todos os sacerdotes ali e Elias cortou a cabeça deles - quatrocentos deles - naquela tarde. Caminhou e se assentou na montanha, disse: “Agora, vou orar pela chuva.” Três anos e seis meses... [espaço em branco na fita – ed.] chuva.E ele colocou a cabeça entre os velhos joelhos ossudos e orou e disse: "Ó Deus, envie a chuva."

Disse: "Geazi, vá até o topo da colina e veja se você vê alguma nuvem sobre o mar."

Geazi subiu e disse: "Nenhum sinal".

Oh, que coisa. Como a incredulidade teria agarrado. “Mas Ele ainda é Deus.” Disse: “Ó Senhor, Deus de Abraão, Isaque e Jacó, ouça a oração [espaço em branco na fita - ed].

– Geazi, volte.”

– “Bem, acabei de descer.” “Volte novamente. Observe outra vez."

– “Parece bronze; nenhum sinal de chuva.

– "Fique quieto." Abaixou a cabeça novamente: “Ó Senhor, Deus de Abraão, Isaque e Jacó, envia-nos chuva.

– Suba outra vez.

– "Nenhuma diferença." [I Reis 18: 40-43], [I Reis 18: 43-44].

30        Sete vezes ele subiu. Depois de um tempo, Geazi desceu e disse: “Oh que coisa. Eu vejo uma nuvem pequenininha, pairando lá, como a mão de um homem.

Quão rapidamente a incredulidade teria dito: “Se isso é tudo o que você pode fazer por mim, se isso é tudo com que você pode me ajudar, bem, eu não aceitarei.” Mas Elias tinha algo em si pelo qual ele soube que era um sinal de Deus.

– “Bem, eu fui à reunião ontem à noite, tinha dor de cabeça, estive doente por uma semana ou duas ou um mês. Eu me senti melhor, mas não estou totalmente são. Eu tinha uma mão aleijada; eu podia mover meus dedos, mas, que coisa, é...

Oh, irmão, quão rapidamente a incredulidade vai trabalhar bem ali. “Oh, eu consegui ver um pouco, era cego, mas posso ver um pouco; mas talvez se eu tivesse me esforçado o bastante, eu poderia ter feito isso de antemão.” Oh, coitado... não sei como te chamar. Você é um exemplo pobre de cristão, isso é certo.

31        Elias não fez isso. Quando Elias obteve o primeiro sinalzinho, ele se levantou e disse: "Aleluia" – é suficiente. Traga o tambor para armazenar chuva: “Prepare tudo. Ouço o som de abundante chuva. [I Reis 18:44]

“Se eu puder mexer esse dedo, aleluia! Tire as muletas de mim; aqui vou eu! Doutor, vou pagar minha conta; não preciso mais disso. Obrigado, doutor, por tudo o que fez, mas não precisarei mais do seu serviço. Ouço o som de abundante chuva! Sim, senhor. Ela está descendo pelo tubo agora, e eu vou ficar bem, e parar e pegar cada partezinha dela.” Veem? Oh, ele estava pronto.

Quão rapidamente a incredulidade se apodera, e talvez o pai... Essa é a razão pela qual ele disse: “Se puderes, se puderes fazer alguma coisa por ela.” Tudo bem.

Agora, Jesus foi até ele para ter uma conversa (como Ele fez com a mulher do poço), perguntou: "Há quanto tempo a criança está assim?"

“Oh”, ele respondeu: “desde a infância.” Uma vez, olhando nos olhos deles, algo veio sobre ele. Então ele disse: "Tenha compaixão de nós". [I Reis 18:41].

32        Quando ele olhou na face de Jesus, percebeu que não era telepatia mental. Ele soube que havia algo naquela Pessoa que não existia em ninguém mais.

E qualquer homem ou mulher que alguma vez olhe a cruz de frente... Outro dia...

Eu tenho uma pequena cruz pendurada no meu para-brisa ali. Não sei quantos já me disseram: "Irmão Branham, parece uma cruz católica".

Desde quando os católicos fizeram opção pela cruz? Desde quando a cruz se tornou um símbolo da fé católica? A cruz é um símbolo da fé cristã, não católica. Não, senhor. Dizem: “Por que você tem ela pendurada lá?”

Um companheiro estava passeando comigo, vindo de Sellersburg, como que me aborrecendo. Eles gostam de fazer isso de alguma forma. Eu não me importo, contanto que não O aborreçam. 

33        Ele questionou: “Por que você a pendura ali?”

Respondi: “Você sabe de uma coisa? Toda vez que levanto a cabeça aqui neste país, quando chega o verão, há uma mulher nua no quintal, na rua ou em algum lugar. Eu olho para a cruz. Amém. Prefiro olhar para ela. Ele não disse mais nada.

Eu continuei: “E agora, vejo onde fui redimido. Lá eu vejo Suas pisaduras, eu fui curado. Uma vez eu era cego, não podia enxergar, e eu Lhe prometi que, se Ele me curasse, eu olharia para as coisas certas. E sei que esta é a coisa certa para se olhar. Eu olho para o Calvário. É um memorial para mim, que meu Senhor morreu, Ele me curou. E lá naquela cruz foi onde Ele perdoou meus pecados. Lá naquela cruz foi onde Ele levou todas as minhas preocupações. Naquela cruz, Ele me curou pelas Suas pisaduras. Eu disse: “eu olho para ela; viro minha cabeça, olho para a cruz.” Muito bem. Depende do que você está olhando. Tem tudo a ver. Olhe para a cruz e veja quanta diferença.

34        Agora, quando esse homem olhou na face do Senhor Jesus, Ele era ungido. Ele era o Deus ungido. Aqui estava Ele, ali de pé, o homem ungido, Deus no homem. E quando ele olhou, alguma coisa ali pegou o homem. Ele olhou e disse: “Tenha compaixão de nós.” Desse modo, ele está sobre a base certa. Ele vem suplicando misericórdia. Ele está vindo ao trono de misericórdia. E esta é a única maneira de obter algo de Deus: chegar ao trono de misericórdia, não ao julgamento, não sobre si mesmo, mas sobre as misericórdias de Deus.

Agora, ele está sobre a base para a cura. Não há "se" nisso. Ele colocou isso sobre Jesus agora. Observe. Não mais, "senhor". Agora ele diz algo diferente. Jesus então coloca isso de volta sobre ele. Ele pergunta: “Oh, tu podes crer? Podes rejeitar o pastor Rabino Jones, aqui? Podes lançar fora toda essa dúvida? Tu podes crer agora?

35        E o pai olhou-O no rosto e disse, lágrimas escorrendo pelo seu rosto; algo o tocou. Uma mudança veio em seu coração no momento exato em que ele disse: “Senhor, eu creio. Perdoe-me, tantas palavras, perdoe-me por minha incredulidade. Todo esse tempo eu tentei acreditar nos fariseus. Eu duvidei quando os discípulos falharam. Perdoe-me, Senhor, por minha incredulidade.” E com lágrimas escorrendo, o Espírito de Deus tocou seu coração e ele disse: “eu creio, Senhor. Perdoe a minha incredulidade”, ou, como a Bíblia cita: "Ajude a minha incredulidade" [Marcos 9:24], que era: "perdoe a minha incredulidade".

Lá está ele. O que é isso? Agora observe. Uns momentos atrás, era "senhor, se Tu podes..."  Mas quando Jesus chamou sua atenção, não era "senhor", mas com letra maiúscula: "S-e-n-h-o-r". O que aconteceu? Quando ele veio ao trono de misericórdia, ele encontrou misericórdia. Aleluia! Sei que você pensará que estou louco; talvez eu esteja. Deixe-me em paz então. Estou feliz assim.

Veja. “Se tu podes.” Pastor, creio que você está certo. "Se tu podes", e Ele olhou para ele. Perguntou: "Há quanto tempo ele está assim?"

Ele respondeu: “Desde a infância.” E continuou: “Então, tenha compaixão de nós.” No propiciatório, ele encontrou perdão. Pediu perdão e se arrependeu e “agora: Senhor, eu creio. Perdoe-me por minha incredulidade.” Senhor! Senhor significa "domínio".

========================================

 

Neste ponto, encerra-se a gravação.

 

 

 

TUDO É POSSÍVEL AO QUE CRÊ

(All Things Are Possible To Him That Believeth)

Esta Mensagem foi pregada por William MarrionBranham num domingo à noite, no dia 22 de julho de 1956, em Shreveport, Louisiana, E.U.A. Seu conteúdo, gravado originalmente em fita magnética, foi transferido posteriormente para a página impressa, em inglês. No que concerne à tradução do texto da Mensagem para o português, a Editora A Mensagem se preocupa e se empenha em transmitir fidedignamente o que foi pregado pelo Mensageiro.  E a tradução deste sermão para o português foi publicada e distribuída pela Editora “A Mensagem” em outubro de 2019.

Editora A Mensagem

www.editoraamensagem.com.br

www.amensagemparacriancas.com.br

www.amensagem.net.br

WhatsApp: (51) 99123-6730

E-mail: contato@editoraamensagem.com.br

Caixa Postal 21042 – CEP 91130-973

Porto Alegre – Rio Grande do Sul – Brasil

* Os textos bíblicos usados nesta tradução são da Bíblia Almeida Corrigida Fiel

* Imagem de capa usada sob licença da 123RF.com

Livro-mensagem-TUDO-E-POSSIVEL-AO-QUE-CR
Livro-mensagem-TUDO-E-POSSIVEL-AO-QUE-CR
epub-icon-8.jpg
Livro-mensagem-TUDO-E-POSSIVEL-AO-QUE-CR
a-MENSAGEM-LIVRO-Impresso.png

Nenhum produto

© 2014 - 2020 A Mensagem Para Crianças / Editora A Mensagem - CNPJ: 19.721.615/0001-35 

Avenida A, 680/16, Bairro Protásio Alves, Porto Alegre / Rio Grande do Sul 

Nossos produtos são entregues entre 03 - 15 dias úteis - Livros, Livretos e sermões de William Marrion Branham

google safe browsing_editoraamensagem.co